+ Responder Tema
Resultados 1 al 14 de 14

Tema: Manual Do Guerrilheiro

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    03 feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Manual Do Guerrilheiro

    Dicas de como começar uma guerrilha - Autor Dreadz
    (Texto e Diagramação revista por Luchiano)


    Ôpa, para mim é um grande prazer poder ajudar e difundir informações...

    Bom, eu gosto de sempre tentar fazer tudo da maneira orgânica, então, nada de adubo químico nem pesticida em cima das minhas plantas!

    Eu já usei chá de tabaco com sucesso para me livrar de uma praga uma vez. Não sei qual inseto era, só sei que eles eram verdes, forma piramidal e colocavam os ovos nos caules da planta, o que formava uns "tumores". Eles não comiam folhas, mas me parece que talvez sugassem a seiva.
    Uma só aplicação caprichada de chá de tabaco resolveu.

    Mas agora eu encontrei aqui no Brasil um produto orgânico que eu sempre ouvia os gringos falarem, é o Neem Oil, fabricado pela Biokits:foto1




    PREVENÇÃO DE PRAGAS NAS PLANTAS JOVENS (MUDAS)

    O ano passado eu tive um grande problema com formigas e gafanhotos, plantei 75 mudas de 2 semanas de idade e em menos de 15 dias me restaram menos de 5.
    Com as mudas não se pode vacilar, pois uma folha que é devorada é um prejuízo muito grande à planta, e ela vai demorar semanas pra se recuperar (na verdade, ela nunca vai ser tão forte como as outras). Então, acho que a melhor maneira de proteger as mudas é com um obstáculo mecânico, como uso de telas. Depois de quebrar a cabeça por muito tempo eu tive uma idéia: construir mini-estufas individuais, assim, as plantas estariam a salvo.
    Eu vou testar essa técnica este ano, pos só agora consegui bolar um jeito fácil e barato de fazer as mini estufas, aqui vai a receita:

    Pra aproveitar ao máximo a luz, eu uso garrafas de agua mineral transparente de 1,5l. Corto a garrafa no meio, pra ficar com uma abertura grande. Depois corto duas janelas grandes nas laterais pra ventilação (sem isso seria como deixar a mudinha numa panela de pressão no sol). No furo da tampa e nas janelas, eu coloco véu (tipo de noiva mesmo) e colo com cola quente. Assim, fica tudo bem ventilado e com ótima penetração de luz. Cada garrafa rende duas estufinhas, se voce cortar na metade, e pode proteger a muda pelas suas primeiras 3 semanas de vida, período em que ela é mais vulnerável.
    Eu uso as garrafas de 1,5L porque trabalho com números maiores de plantas, daí fica mais prático, mas caso você tenha poucas ou queira uma proteção por mais tempo, pode também usar aqueles galõezinhos de 5L. Com 5L acredito que seja possível usar por mais de 1 mês, e a planta estará totalmente isolada dos insetos famintos. Se o problema com insetos for muito grande, voce pode tambem trocar o véu por tela de Nylon transparente (Mas a tela filtra muito mais sol do que o véu, por isso eu uso o véu).

    Abaixo a foto da mini-estufa, feita com garrafas de 1,5L. Dá pra ser usada por 2 ou 3 semanas: foto2



    Porque tanta preocupação com as mudas?


    Foi provado que grande parte do ciclo de vida da cannabis é definido nas suas primeiras semanas de vida. Qualquer stress que a muda passe durante suas 3-4 primeiras semanas vai influenciar para resto da vida. Mudas que sofreram restrição de água ou nutrientes jamais vão retomar a taxa de crescimento e vigor das que não sofreram. A taxa de machos e hermafroditas também pode ser aumentada com esse stress. Por isso, o começo da vida da planta é um das partes mais importantes. Isso é especialmente importante para o guerrilleiro, pois as plantas terão que fazer a maior parte sozinhas, então é uma grande idéia começar com pelo menos o dobro de plantas que voce quer colher, após retirar os machos e as plantas mais fracas, voce vai acabar apenas com metade ou menos do que voce começou, mas serão apenas as fêmeas mais vigorosas.

    Associe o indoors e outdoors sempre que possível

    No indoor você pode manter as plantas até que elas atinjam um tamanho bom, para só depois transplantá-las para o mato. No indoors também é possível fazer a primeira pré-seleção das plantas mais fortes. E mais importante ainda: os CLONES! Através da clonagem voce pode preservar plantas com características desejáveis, como vigor, sabor, potência, etc... Além de poder clonar 100% de fêmeas. Você pode tambem clonar os machos e florescê-los no indoors, para obter pólen e fazer suas próprias cruzas.

    Para transferir as plantas pro outdoor, voce precisa aclimatá-las, isto é, fazer com que elas produzam cera nas folhas pra resistir ao UV, pois elas não produzem essa cera sob as lâmpadas. Basta uma semana colocando as plantas umas 3 horas por dia no sol, isso vai estimular a produção de cera. Voce pode colocar mais tempo nos últimos dias. Mas esteja sempre atento para recolher a planta caso ela apresente queimaduras ou murche. Aqui vão algumas fotos de plantas danificadas para ilustrar melhor:foto3e4



    Clonando para sexar


    A clonagem permite ainda que você saiba o sexo da planta , sem precisar esperar meses até que a planta floresça. todo que você tem que fazer é retirar um galho de baixo de cada planta sua (dois é melhor, caso um clone morra), identificar e clonar no indoors com 12/12. Após uns 15 dias os clones começarão a produzir flores então você saberá quem são as fêmeas e os machos. Então voce pode retirar os machos e plantar novas mudas no local que eles antes ocupavam. Essa técnica é especialmente recomendada aos plantadores de grandes sativas, pois é extremamente desagradável ter que cortar um macho que muitas vezes tem mais de 5 metros e cresceu por meses com seus cuidados, isso sem contar o espaço vazio que ele vais deixar no seu precioso jardim.

    IMPORTANTE: Só tire os clones depois que a planta tiver pelo menos uns 30 dias de idade, se estiver plantando sativas asiáticas como por exemplo tailandesa ou vietnamita (plantas com grandes tendência ao hermafroditismo) você deve esperar até mais, tipo 2 meses. O ideal é esperar até que os pares de folhas comecem a ficar alternados (indica maturidade). Clonar plantas muito jovens predispõem ao aparecimento de hermafroditas e falta de vigor.

    Porque outdoor é melhor do que indoor?

    Isso sempre gera muita discussão. Mas só vou entrar em um único ponto aqui: A qualidade e potência dos buds ou camarões. É claro que ambos os métodos têm suas vantagens e desvantagens, mas uma coisa já foi provada por A + B, BUDS CULTIVADOS EM OUTDOORS EM LOCAIS COM LATITUDE DE 25 GRAUS OU MENOS SÃO EFETIVAMENTE MAIS POTENTES DO QUE AQUELES CULTIVADOS SOB LÂMPADAS HPS OU HQI.

    Isto é, quem mora de São Paulo (23,5 graus sul) pra cima no Brasil tem esta grande vantagem, isto ocorre porque nesta faixa a incidência de raios solares é muito grande, e já está provado que buds que recebem alta incidência de Ultravioleta, nesse caso o UVB, que têm maior capacidade de produzir THC (tetrahidrocanabinol) através da transformação do CBN (canabinol). Essas plantas possuem um nível efetivamente superior de THC e possuem um efeito que tende muito mais ao alucinógeno do que as plantas plantadas em indoors ou estufas cobertas por plástico. Isso ocorre porque as lampadas HID não produzem o UVB (pelo menos em quantidade efetiva), e os vidros do refletor ou pláticos de estufa filtram todo o UVB. Apesar de plantas de indoors muitas vezes terem uma aparência bonita com muita resina e odor forte, o nível de THC é substancialmente menor e o efeito produzido pelo fumo tende a ser mais fraco e de pior qualidade, com mais tendência à sedação. Em indoors, pode-se apelar para lâmpadas que produzam o UVB, mas essas têm muitas limitações e raramente produzem a quantidade de UVB necessária, elas também podem ser muito nocivas à saúde, podendo causar catarata e induzir ao câncer (raios solares tambem podem causar câncer). Na internet pode ser encontrado maiores informações sobre isso para os que não acreditam.

    Aqui eu deixo um link com um artigo sobre isso:
    Marijuana Optics
    Nesse outro link um tópico muito informativo com discurssão sobre o assunto:
    Reefermanseeds
    __________________
    "Nada supera o Sol"
    Imágenes Adjuntadas
    Última edición por Verdim; 15/12/2008 a las 06:02

  2. Los siguientes 16 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    beronha (29/08/2012), chabouzo (31/05/2011), Chuin (11/07/2012), cuiajah (25/03/2016), Del_rio (14/01/2013), Hartuique (28/04/2011), Jim*Morrison (01/07/2010), ladybug (30/09/2011), mao verde (11/07/2012), Mar.de.Ganja (18/11/2014), mato grosso (01/11/2012), OLINDENSE (17/07/2011), Sativva (29/07/2011), SummerOfLove (27/11/2014), Thulle (11/07/2012), _g. (05/01/2014)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    03 feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Re: Manual do guerrilheiro

    Sempre tentar transplantar cedo

    Em condições de solo e clima ideal, a cannabis produz raízes que chegam no mesmo comprimento dos caules, isto é, uma planta de 4 metros pode ter raízes que penetram 4 metros de profundidade, e a mesma coisa vale pra largura, as raízes chegam lateralmente à mesma distancia dos galhos. E pra que importa isso?

    Isso é muito importante, pois a raíz influi diretamente na saúde da planta, quanto mais ela se espalha pelo solo, maior é a área que a raíz tem pra buscar alimento, oxigênio e água. Isso tambem influi diretamente na resistência física da planta. Raízes mais disseminadas resultam em galhos mais resistentes (quem já viu sua planta grande com vários galhos quebrados depois de uma ventania sabe do que eu falo, e sabe o quanto isso dói; Galhos de 2m de comprimento caídos no chão).

    Quando a planta é mantida em vaso por muito tempo as raízes começam a crescer de forma desordenada ao redor do interior do vaso, e isso é irreversível. Depois que isso acontece, as raízes não conseguirão se espalhar como fariam a princípio. Lógico que elas crescerão em direção ao fundo e laterais se a planta for posta na terra, mas não com a mesma amplitude. Por isso, é sempre bom transplantar o mais cedo possível.
    Caso sua planta já esteja no vaso a algum tempo e voce queira transplantar, retire a massa de raíz do vaso e veja as raízes que crescem na lateral. Tente desgrudar algumas delas (principalmente as que estão crescendo para cima) e oriente-as para baixo e para as laterais. Tenha em mente que as raízes são extremamente sensíveis, então tenha cuidado ao manipulá-las, não faça isso embaixo do sol quente, e lembre-se de regar bem a planta antes de tirá-la do vaso.

    Tirar as plantas do vaso é geralmente bem simples, você só precisa fazer isso no momento correto, espere até a planta estar proporcionalmente umas 3 vezes maior que o vaso, regue bem, passe uma faca pela lateral toda, de modo a desgrudar a terra e raízes, vire o vaso na horizontal e puxe. A raíz deve sair inteira, num só bloco. Isso evita danos e diminui o stress do transplante.

    Evite plantar em vasos

    Nada contra quem gosta, mas o vaso tem algumas grandes desvantagens: Temperatura, Espaço, Nutrientes, Toxinas.

    Temperatura: Por ter um volume pequeno, os vasos estão sempre sujeitos a maiores variações. Durante um sol muito intenso, o vaso "ferve", e isso mata muitas raízes, pois a maioria das raízes de alimentação estão na periferia do vaso (bordas), e essa é a parte que mais esquenta. Outro problema é que o sol seca a terra, fazendo com que ela encolha e regrida, formando um espaço pequeno de ar entre a terra e a lateral do vaso. As raízes não acompanham essa regressão, e morrem por desidratação e calor. Isso não é muito notado no crescimento vegetativo, mas reduz DRASTICAMENTE a formação da massa floral.

    Espaço: Como ja foi citado acima, a dispersão das raízes tem papel muito importante na saúde da planta, em espeial na resistência dos grandes galhos.

    Nutrientes: No vaso é muito mais fácil cometer erros com excesso ou falta de nutrientes. O espaço é muito pequeno e uma carga alta de adubo pode matar rapidamente uma planta saudável. o PH tambem está muito sujeito a variações.

    Toxinas: Os metabólitos da excreção da planta acabam se acumulando ao redor das raízes e alcançando concentrações tóxicas, que não ocorreriam no solo, por isso faz-se o flushing quando se planta em vasos.

    Se plantar em vasos for a única opção, utilize o maior tamanho possível, outra dica boa é colocar o vaso dentro de outro vaso maior, pois o maior criará sombra no vaso menor, além de uma camada de ar mais frio, que vai evitar que o vaso superaqueça, essa é outra medida simples que pode dobrar o peso da colheita.
    Outra coisa que também funciona é plantar em caixas de isopor, só não se esqueça de fazer os furos na parte inferior para drenagem.
    __________________
    "Nada supera o Sol"

  4. Los siguientes 15 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    beronha (29/08/2012), Chuin (11/07/2012), cuiajah (25/03/2016), Del_rio (14/01/2013), goldfish (08/07/2012), Hartuique (28/04/2011), Jim*Morrison (01/07/2010), ladybug (30/09/2011), mato grosso (01/11/2012), OLINDENSE (17/07/2011), Sativva (28/07/2011), Sol Invictus (02/11/2015), Thulle (11/07/2012), ZAIREHEMP (16/08/2011), _g. (05/01/2014)

  5. #3
    Fecha de Ingreso
    03 feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Re: Manual do guerrilheiro

    Um bom preparo prévio da terra previne problemas e poupa trabalho depois

    Um solo bem preparado pode resultar em plantas que rendem até 3X mais do que plantas em solos que não foram préviamente condicionados. O ideal é preparam o solo no final do outono, deixá-lo descansar durante o inverno para plantar as mudas ou clones na primavera.
    É importante providenciar boa aeração, drenagem, Ph (o melhor está ao redor de 6,5-6,8) e nutrientes.

    Como pouquíssimos solos são realmente ideais, o melhor é cavar grandes buracos e encher com solo já misturado. No caso de grandes Sativas eu acho que o ideal é cavar buracos de 1mX1m com 1m de profundidade por planta, no caso de Índicas que não passem muito de 1m de altura eu acho que dá pra botar até umas 3 plantas por buraco, inclusive reduzindo-se a profundidade para uns 50-60cm.

    Na mistura voce pode usar 1/3 de humus e esterco de galinha (meio a meio), 1/4 de vermiculita e o resto da própria terra do local (se não for muito ruim). Voce pode tambem adicionar calcário dolomítico pra suprir o Mg e neutralizar o solo (não jogar junto com o esterco, pois os dois podem reagir, espere uns 2 meses).
    Pra dar uma fortificada nos galhos durante a vegetação, pode-se suprir com K, eu uso NPK 07-12-40 solúvel, porque ainda não achei uma alternativa boa...
    Durante a floração, pode ser adicionado P, que pode ser farinha de osso, ou NPK 13-40-13.

    Se voce estiver numa região muito seca, ou não puder ver sua planta com frequência, pode jogar cristais de poliacrilato, que absorvem e liberam lentamente a água. O poliacrilato pode ser encontrados em casas de jardinagem, são aquelas bolinhas que parece geléia que a sua vó tem no vaso, sem terra. Com isso, a planta aguenta fácil uns 10-15 dias sem chuva nem rega. Essa simples medida pode dobrar o peso da colheita!

    Outra maneira de preservar a água é cobrindo o solo ao redor da planta com folhagem morta, isso previne o ressecamento e tambem o crescimento de ervas daninhas, que podem tampar a luz da planta.

    Isso é o principal, se o solo for bem preparado, é possível fazer uma colheita visitando sua planta menos de uma vez ao mês, o que aumenta e muito a sua segurança.

    O ideal é preparam o solo com antecendência e deixá-lo descansar, cobrindo-se a superfície com folhas secas, para manter a umidade e atrair animais úteis como as minhocas, fazendo com que a fertilidade do solo fique alta.

    Cavar esses buracos parece simples, mas é uma tarefa muito árdua! Apenas os poucos growers mais dedicados e perseverantes conseguirão! Mas uma coisa eu prometo: Isso faz realmente a diferença! Quem seguir este conselho será recompensado com uma colheita incomparável.

    LUZ


    A cannabis é uma planta que gosta muito de luz, por isso, é necessário escolher um lugar que tome ao menos 5 horas de luz DIRETA do sol por dia. As encostas de morros com face norte são especialmente favorecidas. Plantar embaixo de mata densa de floresta não dá certo pois a planta não recebe luz suficiente, pode ate crescer de maneira satisfatória a principio, mas na hora da floração ficará evidente a falta de luz. Quanto mais sol a planta tomar maiores os buds, mas lembre-se que o mínimo recomentdado são 5 horas diárias.

    Escolha do local


    Além da luz, uma consideração importante é SEGURANÇA. Você precisa escolher lugares com pouca ou nenhuma movimentação. Tenha sempre uma desculpa para estar no mato, como fazer trilha, coletar insetos, mas seja convincente. Também é bom não fazer sempre o mesmo caminho, pois voce pode formar uma trilha e atrair curiosos ou a polícia. Só visite nos horários mais seguros, para isso você tem que estudar o local antes de plantar.
    Tente sempre ter alguns caminhos alternativos de saída, caso precise.
    Cuidado para não chamar atenção quando entrar com mateirais ou mudas no local. Por isso é sempre bom deixar algumas coisas úteis no local, como ferramentas pra mexer na terra e balde.
    Se puder, escolha um local perto de uma fonte de água, isso pode poupar
    muito trabalho.
    Lembre-se sempre que se algum policial pegar voce no local com as plantas, não adianta inventar desculpa de que voce achou as plantas, que voce não sabia que era maconha... É cadeia direto! Artigo 12, 5 a 15 anos INAFIANÇÁVEL!!!!

    Colhendo na Guerrilla

    Então, tudo saiu bem e você quer colher suas plantas. Muito bem, essa é uma hora muito arriscada. Planeje bem a hora certa. Já é sabido que a potência da cannabis é maior à noite, então em termos de potência, a melhjor hora pra colher é logo antes do sol nascer, mas isso pode não ser uma boa idéia por motivos de segurança. Então recomenda-se cortar as plantas de manhã ou no final da tarde em tempo seco, e durante as horas mais quentes em tempo mais chuvoso.
    Quanto a cortar e secar não tem muito jeito, é complicado mesmo.

    Básicamente, você pode fazer de duas maneiras:


    1- Cortar as plantas normalmente em pedaços que caibam dentro da sua mochila, levar pra dentro do seu carro, levar para casa e secar lá. Esse é o jeito mais fácil, mas também o mais arriscado. O ideal é que tenha outra pessoa em outro carro, que vá na frente com um celular ou rádio, avisando caso haja alguma blitz da polícia durante o caminho. O melhor é se você puder colocar as plantas em um saco bem fechado, pois várias plantas dentro do carro podem fazer muito cheiro, acredite!

    2- Secar no próprio local da guerrilla. Para isso você vai precisar montar uma tenda no local e de alguma maneira armar um varal e pendurar os galhos dentro, ou secá-los sobre uma tela suspensa dentro da tenda. Você pode usar barracas de camping ou montar uma usando corda lonas. É importante montar tudo muito bem, pois em épocas de alta umidade é importante que os buds estejam bem protegidos. A secagem pode demorar de uma a duas semanas. A vantagem desse método é que voce ja sai apenas com os buds prontos em potes de vidro, e não leva folhas, galhos nem nada que faça volume desnecessário, reduz drásticamente o risco de ser pego. E se for pego, você será tido apenas como usuário (ja que está portando maconha), e não como plantador, o que é uma grande diferença. É muito importante que você monte essa tenda num local bem protegido do sol, e tente manter o local bem escuro, seco e ventilado. Se você deixar a tenda em baixo do sol, seus buds vão ficar como palha seca, sem aroma nenhum, estragados.

    Quando plantar? Qual tamanho vai ficar minha planta?


    Vai depender muito de onde você vive e o que você está plantando. É importante saber o essencial: Como e porque a maconha floresce? A maconha é uma planta de dia curto, isto é, floresce quando o dia encurta até um determinado número de horas, e daquele número de hora para baixo ela floresce, não importando o tamanho que esteja. Esse ponto é chamado fotoperíodo crítico. Geralmente, as sativas puras tropicais (Haze, Paraguayan, africanas, Thai, Vietnamese, Colombian, Cambodian...) florescem quando o dia tem 12 Horas ou menos (exemplos dessas plantas são: Afghani, Chinese, Pakistani, Uzbekistani, Nepalese indica, Indian indicas, Chitral, Kush, Northern Lights, Big Bud, White Widow, Super Skunk...).

    Como a maioria dos growers plantam sementes importadas híbridas, as plantas se comportam no segundo padrão, que é o de 14 horas. Na maioria do Brasil, o fotoperíodo nem chega a 14 horas (São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e todos os estados mais ao norte e centro). Por isso essas plantas vão florescer o ano todos nessas regiões, não importa quando vocês plantaram, a planta vai crescer por cerca de um mês e florescer, daí vem a lenda que o Skunk não cresce mais de um metro (tremenda mentira). No geral essas plantas florescem cedo porque têm o comprtamento mais parecido com a índica, e para fazer com que elas cresçam mais é só adicionar umas duas horas de luz por dia, e retirar a luz adicional quando quiser que ela floresça. Como não dá pra fazer isso em guerrilla, o melhor é apostar em números, plantado mais plantas.

    Pra quem quer plantar indicas ou híbridos, o melhor é escolher uma época em que a planta pegue bastante sol, mas não muita chuva. Na região Sudeste do país o ideal é evitar ter plantas florescendo de dezembro a abril, pois chove bastante e alguns buds podem ser danificados ou mofar. Mesmo assim dá pra colher razoávelmente nessa época.
    Já as sativas puras podem crescer em qualquer lugar, o floresciemnto se da em 12 horas de luz. Como eu disse, mais ou menos no carnaval (talvez seja diferente para quem vive mais ao norte, por exemplo Recife). Como se sabe a época de florescimento dessas plantas, dá pra escolher o tamanho final da planta. Se você quiser que ela fique pequena, é só plantar mais pro final do ano, ou se você quiser que ela fique grande, plante mais cedo na estação, como no final de agosto/começo de setembro. Plantando no começo da estação é possível colher sua sativa com mais de 4 metros de altura pesando mais de 1 kg.

    Pra quem vive na região sul do país, onde o fotoperíodo pode ultrapassar as 14 horas no verão, as indicas também podem atingir tamanhos maiores naturalmente. Mas tambem é preciso lembrar que as índicas são plantas naturalmente menores, raramente ultrapassando os 2m (na verdade algumas nem passam de 1,2m). Mas alguns híbridos podem chegar a tamanhos bem grandes. Nesse aspecto, quem mora no sul é privilegiado, mas por outro lado nessa região o inverno chega antes e variedades como tropicais Thai podem não ter tempo de terminar a floração.
    __________________
    "Nada supera o Sol"

  6. Los siguientes 17 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    beronha (29/08/2012), canabisblack (21/06/2014), Chuin (11/07/2012), cuiajah (25/03/2016), Del_rio (14/01/2013), Ganjazz (14/05/2011), Hartuique (28/04/2011), Jim*Morrison (01/07/2010), ladybug (30/09/2011), mato grosso (01/11/2012), OLINDENSE (17/07/2011), Sativva (20/07/2010), Sol Invictus (02/11/2015), Thulle (11/07/2012), ZAIREHEMP (16/08/2011), zedonato (23/01/2013), _g. (05/01/2014)

  7. #4
    Fecha de Ingreso
    03 feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Re: Manual do guerrilheiro

    Quais variedades são boas para outdoors onde eu moro?

    Qualquer variedade de cannabis cresce bem em outdoors no Brasil, desde White Widow até as mais difíceis como Thai. Somente quem mora na região Sul pode não conseguir colher plantas de floração lenta como Thai, Haze, Vietnamese, Mullumbimby Madness, etc.

    Pra todo resto, dá pra plantar tudo, que todas crescem muito bem mesmo na pior das estações. Só é recomendável, como eu disse, não plantar indicas em época muito chuvosa, mas dá pra ser feito.

    Não escolher as sementes pelo que os vendedoress dizem. Muitas são vendidas como Indoor, e outras como Outdoor/Greenhouse. Isso não quer dizer nada pra nós que vivemos num país quente, pois todas elas vão bem em outdoor aqui.

    Evite tambem escolher variedades com genética Ruderalis (ruderalis skunk, etc) e Early (early Pearl, Early Girl, etc), pois essas variedades são feitas pra climas muito frios (tipo Holanda, Alaska, Alemanha, Dinamarca) e foram produzidas pra terminarem a floração antes da neve chegar. Como agente não tem neve, não precisamos nos preocupar, pois a planta pode demorar quanto quiser. Quando eles produzem essas plantas de floração rápida, perde-se muita qualidade e teor de THC, pois a prioridade da planta é ser rápida e não boa.

    E por favor minha gente, nada daquelas sementes de ração de passarinho!!! Semente boa é barato, então não vamos nos arriscar a ser presos por causa de um pé de cânhamo! Se for fazer, que faça direito.

    RESPEITO!


    A cannabis não é uma planta natural do Brasil, portanto, não cresce naturalmente no mato. Se você estiver andando e ver uma planta, isso só pode significar uma coisa: Alguem a plantou e é dono dessa planta! Por isso, respeite o próximo e tire no máximo uma foto. Não deixe marcas que voce esteve lá, pois voce pode assustar o pobre coitado (que pode achar que um policial passou ali e está só de tocaia esperando a hora certa). Tambem não conte a ninguem, óbvio. Nós lutamos para que a sociedade respeite o nosso amor pela maconha, então vamos nos respeitar entre a nós mesmos.
    __________________
    "Nada supera o Sol"

  8. Los siguientes 18 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    beronha (29/08/2012), canabisblack (21/06/2014), Chuin (11/07/2012), cuiajah (25/03/2016), Del_rio (14/01/2013), Ganjazz (14/05/2011), haber86 (14/09/2016), Hartuique (28/04/2011), Jim*Morrison (01/07/2010), juca (21/09/2010), ladybug (30/09/2011), mato grosso (01/11/2012), OLINDENSE (17/07/2011), Sativva (28/07/2011), Thulle (11/07/2012), ZAIREHEMP (16/08/2011), zedonato (04/09/2012), _g. (05/01/2014)

  9. #5
    Fecha de Ingreso
    03 feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Re: Manual do guerrilheiro

    Cita Iniciado por Luchiano;
    Fala Nação


    Devo confessar que este tópico do Mano Dreadz, foi o melhor no gênero já publicado em língua portuguesa. Acompanho seu trabalho desde o Overgrow, onde continuou colocando suas mensagens até o seu fechamento.

    Atualmente, não sabemos o que o Dreadz anda fazendo, muito menos o que anda plantando, é uma incógnita lamentável a sua saída do cenário "cannabalístico".

    Para aqueles cultivadores que não podem plantar em casa, seja no cultivo interno e no cultivo externo assistido, uma boa opção custo x benefício, é utilizar a guerrilha, seguindo à risca as dicas do Dreadz, poderá obter uma colheita de uma única planta o que 5 cultivos internos não chegariam a render.

    Para aqueles que se habilitam, venham suas recomendações!

    Abraços.
    __________________

    Luchiano
    obrigado ao Dreadz por disponibilizar seus conhecimentos conosco e ao luchiano de ter salvo esse belo topico
    Mac

  10. Los siguientes 8 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    chabouzo (31/05/2011), Chuin (11/07/2012), cuiajah (25/03/2016), Hartuique (28/04/2011), Marijuanaut (03/06/2011), OLINDENSE (17/07/2011), Thulle (11/07/2012), _g. (05/01/2014)

  11. #6
    Fecha de Ingreso
    07 feb, 10
    Ubicación
    Império Serrano
    Mensajes
    1,804
    Gracias
    2,782
    4,398 gracias recibidas en 1,409 Posts
    Mencionado
    74 Mensaje(s)
    Etiquetado
    65 Tema(s)
    Citado
    114 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    Cita Iniciado por Verdim Ver Mensaje
    Lembre-se sempre que se algum policial pegar voce no local com as plantas, não adianta inventar desculpa de que voce achou as plantas, que voce não sabia que era maconha... É cadeia direto! Artigo 12, 5 a 15 anos INAFIANÇÁVEL!!!!
    Coé verdim . . .
    É saparada aí, acho que mesmo que os te peguem na guerrilha, se for pra consumo próprio, acho que não entra como 12 (atual art 33) não . . . entra como atual art 28 (antigo 16), como usuário de drogas . . .

    De repente um outro artigo que tu pode responder, é se a mata que tu entrou pra lançar a guerrilha, for propriedade da união (do governo), tu deve responder por algum artigo, tipo invasão de propriedade, essa parada assim !

    Se já entrar pegando um 12, sem nem ao menos expor minha defesa, too enrolado, nem vou mais plantar em guerrilha nãoo . . . haiauiHIuaihA !

    abraços.
    Última edición por Sativva; 10/07/2012 a las 23:52

  12. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a Sativva por este Post:

    Mamacadela (28/07/2011), Thulle (11/07/2012)

  13. #7
    Fecha de Ingreso
    15 oct, 10
    Mensajes
    99
    Gracias
    113
    288 gracias recibidas en 84 Posts
    Mencionado
    1 Mensaje(s)
    Etiquetado
    1 Tema(s)
    Citado
    4 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    se te pegarem na guerrilha a não ser q seja 1 ectare de cannabis acho que voce nao vai no 33 de jeito nenhum.

    so você fala que quer um advogado e so assina quando ele chegar,concerteza o advogado vai conseguir fazer você assinar um 28.

    ainda assim é mto azar te pegarem na guerrilha,não é possivel que iam ficar acampano la esperano você aparecer.
    ce diz que mata, ce mente pros irmão, eu quero sem semente no meu camarão

  14. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a Mamacadela por este Post:

    Sativva (29/07/2011), Thulle (11/07/2012)

  15. #8
    Fecha de Ingreso
    02 ago, 11
    Ubicación
    Brasil Tropical Forest
    Mensajes
    7
    Gracias
    0
    9 gracias recibidas en 5 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    0 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    gracias hermanos!!!

    Que maravilha de tópico!

    Estamos ae!!

    Expandindo as fronteiras canabicas !!!!!!

    Guerrilhas Tropical Forest!

    agora essas contas que tem q faze pra responder nos tópicos... to chapado demais....


  16. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a augussandino por este Post:

    Harvest*Time (11/08/2011), Thulle (11/07/2012)

  17. #9
    Fecha de Ingreso
    02 ago, 11
    Ubicación
    Brasil Tropical Forest
    Mensajes
    7
    Gracias
    0
    9 gracias recibidas en 5 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    0 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    Cannabis y libertad!

  18. El siguiente Usuario da las gracias a augussandino por este Post:

    Harvest*Time (11/08/2011)

  19. #10
    Fecha de Ingreso
    03 feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    poha esses dados estao total desatualizados

    se alguem se habilitar fazer uma edição, demoro


    a comunidade agradece



    noix
    [COLOR=#fafafa !important]

  20. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    Chuin (11/07/2012), Harvest*Time (12/07/2012), Sativva (12/07/2012), Thulle (11/07/2012)

  21. #11
    Fecha de Ingreso
    06 sep, 09
    Ubicación
    Caí da espaçonave.
    Mensajes
    1,643
    Gracias
    4,092
    6,732 gracias recibidas en 1,517 Posts
    Mencionado
    202 Mensaje(s)
    Etiquetado
    44 Tema(s)
    Citado
    254 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    Excelente Verdim
    vc é um cara que mais me fez aprender aqui.

    Sempre com textos excelentes. Sem palavras.

    Só muito obrigado.

    Gosto Muito

  22. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a Thulle por este Post:

    Chuin (11/07/2012), Harvest*Time (12/07/2012), mato grosso (01/11/2012), Sativva (20/07/2012)

  23. #12
    Fecha de Ingreso
    05 ene, 14
    Mensajes
    3
    Gracias
    0
    8 gracias recibidas en 2 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    0 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    Verdim,

    Pelo pouco que vi até agora (não só no CC, mas também no GR), você é um dos membros mais esforçados e inteligentes da nossa comunidade. Parabéns e muito obrigado, continue sempre assim.

    Eu pretendo fazer minha primeira Guerrilha esse ano, já até andei procurando por alguns lugares. Tenho certeza que esse tópico vai me ser muito útil quando eu começar minha aventura.

  24. #13
    Fecha de Ingreso
    23 mar, 14
    Mensajes
    3
    Gracias
    0
    0 gracias recibidas en 0 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    0 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    Opa verdim, ajudou bastante, estou quase metendo as caras rsrsrs, mas soh me posiciona uma coisa se possivel : Vc alguma vez ja se deparou com alguma situaçao de risco na guerrilha? policial e tal? Se sim qual a melhor atitude tomar?!

    deesde ja agradeço, PAZ !!
    Última edición por llipemartins; 26/03/2014 a las 17:55 Razón: erro muito feio xD

  25. #14
    Fecha de Ingreso
    21 oct, 14
    Ubicación
    América do Sul
    Mensajes
    9
    Gracias
    0
    5 gracias recibidas en 2 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    0 Mensaje(s)

    Re: Manual Do Guerrilheiro

    Beleza de tópico. Sanou muitas dúvidas

  26. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a Lev Yashin por este Post:

    Harvest*Time (04/11/2014), SummerOfLove (27/11/2014)

+ Responder Tema

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes