+ Responder Tema
Página 2 de 3 PrimerPrimer 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 16 al 30 de 42

Tema: .:|A Arte da Fertilização|:.

  1. #16
    Fecha de Ingreso
    05 Mar, 12
    Ubicación
    Lisboa
    Mensajes
    2,447
    Gracias
    5,261
    2,846 gracias recibidas en 1,334 Posts
    Mencionado
    269 Mensaje(s)
    Etiquetado
    4 Tema(s)
    Citado
    753 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Cita Iniciado por projetoverde Ver Mensaje
    Pessoal não sei se me podem ajudar. Tenho as analises da agua da fonte onde me abasteço e tem os seguintes valores:
    Condutividade μS/cm a 20ºC - Valor Paramétrico 2500 Valor minimo-4,6e+2 Valor máximo 5,4e+2 Isto corresponde a quantos EC? 4,6 e 5,4?
    Boas amigo!

    Desculpa pela resposta tardia, mas esses valores não podem ser de EC.. Em plena flora, os valores máximos de EC que tenho visto rondam entre 1.4 e 1.8, por isso 4.6 de EC na água da fonte parece um bocado extremo..

    Talvez a leitura mais correcta seja 0.4 e 0.5 de EC, é o que faz mais sentido mas é só um bitaite.. Talvez mais alguém possa ajudar nessa questão.. @afrito78 e @bho talvez?
    Última edición por W1CK; 05/09/2012 a las 14:58 PM

  2. El siguiente Usuario da las gracias a W1CK por este Post:

    Meshuga (12/11/2013)

  3. #17
    Fecha de Ingreso
    16 Mar, 10
    Ubicación
    Maryland
    Mensajes
    3,732
    Gracias
    2,027
    5,013 gracias recibidas en 2,277 Posts
    Mencionado
    249 Mensaje(s)
    Etiquetado
    6 Tema(s)
    Citado
    828 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Não é facil decifrar essa informação...

    1000 μS/cm = 1.0 de EC

    Mas por norma a agua da companhia ronda os 0.2 a 0.3 de EC, por isso nem o valor parametrico faz sentido para mim.

    Mete o link de onde tiraste essa info.

  4. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a afrito78 por este Post:

    bho (05/09/2012), vinixius (05/09/2012)

  5. #18
    Fecha de Ingreso
    17 Oct, 10
    Mensajes
    1,302
    Gracias
    1,514
    2,031 gracias recibidas en 828 Posts
    Mencionado
    103 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    268 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Não percebo grande coisa de ECs (só o que vou lendo por aqui do pessoal do hidro), mas percebo alguma coisa de águas... o valor paramétrico é o limite máximo legal (podem verificar procurando o DL 306/2007), o que quer dizer que no limite legal o valor de EC da água para consumo humano pode ir até 2,5 EC (podem pasmar à vontade eheheheh).


    Não tenho também a certeza, já que matematicamente se utiliza o e de duas formas... ou é uma constante logaritmica que resulta em algo à volta de 2,17 (chama-se número de Euler), ou é mesmo para dizer que o número que se segue a ele é uma potência (nesse caso, o valor é elevado a 2).

    Nesse caso, e apenas para o valor de 5,4, utilizando o o e como a constante 2,17 vai dar algo à volta de 137 (0,14 EC, certo?), utilizando o valor e apenas como indicador de potência vai ser 5,4*5,4, ou seja 29,16 (0,03 EC??)...

    Costumo ver alguns resultados analíticos e normalmente o e vem apenas a indicar a potencia, mas nesse caso a EC parece-me mesmo baixa... Isso deve ser EC quase da água destilada, digo eu... ou então eu estou para aqui a fazer uma grande confusão e os cálculos estão todos mal ehehehehe



    EDIT: essa água não é tratada, pois não?
    "It's not a war on drugs, it's a war on personal freedom, it´s what it is ok?. Keep that in mind at all times. Thank you!"
    -- Bill Hicks

  6. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a 1000k por este Post:

    afrito78 (05/09/2012), elcabong (05/09/2012), vinixius (05/09/2012), W1CK (05/09/2012)

  7. #19
    Fecha de Ingreso
    22 Nov, 07
    Mensajes
    21
    Gracias
    1
    14 gracias recibidas en 2 Posts
    Mencionado
    1 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    1 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Boas,

    Venho aqui deixar umas traduções que fiz em tempos sobre estas questões :

    Qual a diferença entre PPM, EC, TDS, DS e CF?

    EC, TDS, DS, CF, PPM, Retirado do capitulo 5, Indoor Marijuana Horticulture, The Indoor Bible
    EC, TDS, DS, CF, PPM

    A água destilada pura não tem resistência e não conduz electricidade. Mas, quando são adicionadas impurezas a esta água ela começa a conduzir electricidade. A análise que vais fazer à água irá indicar as impurezas ou os sólidos dissolvidos encontrados na água da torneira. Estas impurezas conduzem electricidade. Por exemplo quando adicionas fertilizantes o EC sobe.

    TDS são as inicias de Total Dissolved Solids. Esta é apenas uma das maneiras de chegar ao EC, Electrical Conductivity. EC é a medida mais consistente de medida da força da solução nutriente.
    A concentração de nutrientes (sais) é medida tendo em conta a sua capacidade para conduzir electricidade. Os sais iónicos dissolvidos criam corrente eléctrica na solução, o principal constituinte da solução hidropónica são sais iónicos. Actualmente são utilizadas várias escalas para medir a quantidade de electricidade que é conduzida pelos nutrientes: EC = Electrical Conductivity, CF = Conductivity Factor, PPM = Parts Per Million, TDS = Total Dissolved Solids and DS = Dissolved Solids. A maioria dos agricultores Americanos utiliza PPM para medir a concentração da solução. A medição em PPM não é tão exacta nem precisa como em EC.
    A diferença entre EC, CF, PPM, TDS e DS é mais complexa do que o que possa parecer. Os diferentes métodos de medição utilizam todos a mesma base, mas interpretam a informação de forma diferente. Vamos começar primeiro com o EC, a medição mais precisa e mais exacta.

    EC = Electrical Conductivity
    CF = Conductivity Factor,
    PPM = Parts Per Million,
    TDS = Total Dissolved Solids,
    DS = Dissolved Solids,


    O EC é medido em : (a) Milli-siemens por centimetro(MS/CM) ou (b) Micro-siemens por centimetro (US/CM). Um Micro-siemen/CM = 1000 Milli-siemens/CM.
    Os medidores de PPM actualmente medem EC e convertem para PPM. Infelizmente estas duas escalas não estão directamente relacionadas. Cada nutriente e sal fornece uma leitura de descarga eléctrica diferente. Para ultrapassar este problema, foi estabelecido um padrão arbitrário que assume que: “para um determinado valor de EC especifico corresponde um determinado valor de solução nutriente” Consequentemente, a leitura em PPM não é tão precisa de todo, é apenas uma aproximação.
    Ainda pior quando os testes efectuados pelos fabricantes de nutrientes utilizam padrões diferentes para converter as leituras de EC em PPM.

    1. Hanna 1 MS/CM = 500 PPM
    2. Eutech 1 MS/CM = 640 PPM
    3. New Zealand Hydro. 1 MS/CM = 700 PPM

    As recomendações de valores em PPM são confusas e pouco precisas! Para te ajudar a ultrapassar esta confusão, vê a tabela seguinte:
    1 MS/CM = 10 CF exemplo 0.7 EC = 7 CF.
    Tabela de conversão de PPM para CF e para EC.

    EC Hanna Eutech Truncheon CF
    MS/CM 0.5 0.64 0.70 0
    0.1 50 PPM 64 PPM 70 PPM 1
    0.2 100 PPM 128 PPM 140 PPM 2
    0.3 150 PPM 192 PPM 210 PPM 3
    0.4 200 PPM 256 PPM 280 PPM 4
    0.5 250 PPM 320 PPM 350 PPM 5
    0.6 300 PPM 384 PPM 420 PPM 6
    0.7 350 PPM 448 PPM 490 PPM 7
    0.8 400 PPM 512 PPM 560 PPM 8
    0.9 450 PPM 576 PPM 630 PPM 9
    1.0 500 PPM 640 PPM 700 PPM 10
    1.1 550 PPM 704 PPM 770 PPM 11
    1.2 600 PPM 768 PPM 840 PPM 12
    1.3 650 PPM 832 PPM 910 PPM 13
    1.4 700 PPM 896 PPM 980 PPM 14
    1.5 750 PPM 960 PPM 1050 PPM 15
    1.6 800 PPM 1024 PPM 1120 PPM 16
    1.7 850 PPM 1088 PPM 1190 PPM 17
    1.8 900 PPM 1152 PPM 1260 PPM 18
    1.9 950 PPM 1260 PPM 1330 PPM 19
    2.0 1000 PPM 1280 PPM 1400 PPM 20
    2.1 1050 PPM 1344 PPM 1470 PPM 21
    2.2 1100 PPM 1408 PPM 1540 PPM 22
    2.3 1150 PPM 1472 PPM 1610 PPM 23
    2.4 1200 PPM 1536 PPM 1680 PPM 24
    2.5 1250 PPM 1600 PPM 1750 PPM 25
    2.6 1300 PPM 1664 PPM 1820 PPM 26
    2.7 1350 PPM 1728 PPM 1890 PPM 27
    2.8 1400 PPM 1792 PPM 1960 PPM 28
    2.9 1450 PPM 1856 PPM 2030 PPM 29
    3.0 1500 PPM 1920 PPM 2100 PPM 30
    3.1 1550 PPM 1984 PPM 2170 PPM .1
    3.2 1600 PPM 2048 PPM 2240 PPM 32

    Cada elemento numa solução de vário elementos tem um valor de condutividade diferente nestas medições aproximadas. A água pura não conduz electricidade, mas à medida que são adicionados sais/metais a condutividade eléctrica aumenta proporcionalmente. Equipamentos electrónicos de leitura simples, medem este valor e interpretam-no como “total dissolved solids” (TDS). As soluções de nutrientes utilizadas para cultivo da marijuana geralmente vão de valores entre 500 a 2000 partes por milhão (PPM). Se a concentração de solução é demasiado alta, o processo interno de osmose pode reverter e desidratar a planta. Como principio geral, tenta manter um valor moderado de aproximadamente 800 a 1200 PPM. Os níveis de concentração da solução de nutrientes estão ligados à absorção de nutrientes pelas raízes e à evaporação da água. A solução enfraquece à medida que a planta absorve nutrientes, mas a água também evapora o que faz com que a concentração de nutrientes aumente. Ajusta a concentração da solução adicionando fertilizantes ou acrescentando água para a diluir.
    Segredo para obteres plantas enormes: Utiliza um medidor de EC para verificares a força total da solução de nutrientes. O valor de EC é a medida mais consistente para verificação da força total da solução.

    Traduzido e adaptado de :

    http://www.marijuanagrowing.com/dhtm...ase_faq_13.php

  8. Los siguientes 7 Usuarios dan las gracias a sasoft por este Post:

    afrito78 (10/09/2012), bho (14/09/2012), Biolegs (15/09/2017), DreamMaster (14/03/2013), Foxyhaze (10/09/2012), PutoSujo (14/09/2012), W1CK (10/09/2012)

  9. #20
    Fecha de Ingreso
    22 Nov, 07
    Mensajes
    21
    Gracias
    1
    14 gracias recibidas en 2 Posts
    Mencionado
    1 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    1 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Deixo aqui também este sobre osmose :

    Osmosis and Hard Water, Excerto do capítulo 4, Indoor Marijuana Horticulture, The Indoor Bible

    OSMOSE

    As raízes absorvem os nutrientes através do processo de osmose. Osmose é a tendência que os fluidos possuem de passar através de uma membrana semi-permeável e misturarem-se uns com os outros até que haja uma concentração igual de fluidos nos dois lados da membrana. As membranas semipermeáveis encontradas nas radículas permitem que certos nutrientes dissolvidos na água entrem na planta enquanto outros nutrientes e impurezas sejam excluídos. Uma vez que os sais e os açúcares estão concentrados nas raízes, o EC dentro das raízes é (quase sempre) superior ao EC no seu exterior. O transporte de nutrientes por osmose funciona dependendo da concentração relativa de cada nutriente em cada um dos lados da membrana; não depende da quantidade total de sólidos dissolvidos (TDS) ou da condutividade eléctrica (EC) da solução. Para que os nutrientes sejam absorvidos pelas raízes através do processo de osmose, a força individual de cada elemento tem de ser maior do que a encontrada no interior das raízes.

    Mas, o transporte de água (em vez dos nutrientes) através da membrana semipermeável depende do valor de EC. Por exemplo, se o valor de EC é mais elevado fora das raízes, a planta vai desidratar porque a água vai ser expelida das raízes. Por outras palavras, água com demasiados sais com um alto valor de EC pode desidratar as plantas.
    O esquema da esquerda está dividido a meio com uma barreira semi-permeável (que representa as raízes da planta), o lado esquerdo representa a planta e o direito o solo. Como podes ver as bolas azuis são a água e as vermelhas é o açúcar (que representa os iões). Como a concentração (quantidade de sais por litro de água) é muito maior dentro da planta do que no solo, a água tem tendência a migrar para o local de maior concentração para, no final, as concentrações dos dois sistemas (solo e planta) ficarem iguais. No esquema da direita, depois da osmose, podes reparar que a água saiu do lado direito (solo) para o lado esquerdo (planta) isto sem gasto de energia por parte da planta. A quantidade de sais permaneceu igual nos dois lados. (O transporte de sais é efectuado por transporte activo, que ai sim já há gasto de energia!).

    A solução nutritiva ao ter uma concentração de iões superior ao interior da planta vai fazer com que o processo inverso aconteça, logo a água interna da planta vai sair e a planta desidratar. Este fenómeno é um dos grandes inimigos da flora da serra da estrela, por exemplo, devido à utilização de sal para limpar estradas.
    Os equipamentos de osmose inversa são utilizados para separar os sólidos dissolvidos da água. Estes equipamentos movem o solvente (água) através da membrana semipermeável, mas o processo é inverso; é movido das concentrações baixas para as mais altas. O processo é acompanhado através da aplicação de pressões na água a “purificar” de forma a forçar apenas a água “pura” a passar através da membrana. A água não é totalmente “pura” com um valor de EC de “0”, mas grande parte dos sólidos dissolvidos são removidos. A eficiência do processo de osmose inversa depende do tipo de membrana utilizada, da pressão diferencial aplicada nos dois lados da membrana e da composição química dos sólidos dissolvidos na água a “purificar”.
    Infelizmente, a água comum tem por vezes altos níveis de sódio, cálcio, sais alcalinos, enxofre e cloro. O pH pode também estar fora de valores aceitáveis, ou seja, de 6.5 a 7. Água que contenha enxofre é facilmente detectada através do cheiro e do sabor. Água salina é mais difícil de detectar. Água nas regiões costeiras é geralmente cheia de sais que provêem do oceano e que são arrastados para terra. Regiões secas que têm precipitações inferiores a 60cm anuais também sofrem de solos alcalinos e a água é muitas vezes armazenada com sais alcalinos.
    Sal de mesa, cloreto de sódio (NaCl), é adicionado a muitos sistemas domésticos de distribuição de água. Uma pequena quantidade de cloro, abaixo dos 140 PPM, não afecta o crescimento da marijuana, mas valores mais elevados causam clorose nas folhas e atrasam o crescimento. Não deve ser utilizada água “amaciada” pelo sal. Água salgada, água salobra e água “amaciada” pelo sal é prejudicial para a cannabis. O cloro tem tendência a acidificar os solos após várias aplicações. A melhor maneira para te livrares do cloro da água é deixa-la assentar um ou dois dias num reservatório aberto. O cloro vai evaporar (volatilizar) como um gás quando entra em contacto com o ar. Se o cloro alterar o pH do solo notavelmente, ajusta-o com o “pH UP” comercial ou com cal hidratada.
    O sistema métrico permite medir os “resíduos secos por o litro”. Mede os resíduos secos por litro derramando um litro de água num reservatório e permitindo a sua evaporação. Os resíduos de sólidos dissolvidos que ficam no reservatório após a evaporação da água são os “resíduo secos por o litro”. Estes resíduos são medidos em gramas. Faz esta experiencia em casa para verificares a quantidade de impurezas. Os fertilizantes têm dificuldade em penetrar nas raízes quando têm de competir com estes sólidos dissolvidos presentes na água.
    Água que é engarrafada com altos níveis de sólidos dissolvidos (sais na solução) é possível de utilizar mas requer uma técnica diferente. Água altamente salina que contêm sódio vai bloquear a absorção de potássio, cálcio e magnésio. Água altamente salina vai sempre causar problemas. Se a água contiver 300 PPM ou menos de sólidos dissolvidos, faz com que pelo menos 25% desta água saia pelos vasos em cada rega. Se a água tiver mais de 300PPM de sólidos dissolvidos, utiliza equipamentos de osmose inversa para purificar a água.
    Fazer uma lavagem às plantas com bastante água vai lavar grande parte dos sais tóxicos acumulados. Deve ser feita nova lavagem de seguida com solução com nutrientes.
    Os sais dissolvidos provocados por águas salinas e por fertilizantes atingem níveis tóxicos rapidamente nos vasos das plantas. Excesso de sais inibem o germinar das sementes, queimam as radículas e as pontas ou bordas das folhas e atrasam o desenvolvimento das plantas. Faz lavagens aos sais acumulados nos substratos de crescimento aplicando cerca do dobro do volume de água por volume de substrato (vaso com 3 litros aplica 6 litros de água). Repete a lavagem utilizando uma solução com fertilizantes e com pH corrigido. Deves fazer lavagens do meio de crescimento todas as 2 a 4 semanas se utilizares água “mole” (água com pouco calcário/cálcio) ou água salina. Água “dura” (água com muito calcário) e água de poços em climas secos é muitas vezes alcalina e geralmente contem grandes quantidades de cálcio e magnésio. A cannabis utiliza grandes quantidades de ambos os nutrientes, mas muito cálcio ou magnésio pode provocar a sua acumulação excessiva no solo. Em geral se a água sabe bem para as pessoas também vai “saber” bem às meninas
    Água “dura” (água com muito calcário/cálcio)
    A concentração de cálcio e magnésio indica quanto “dura” é a água. Água que contenha de 100 a 150 miligramas de cálcio (CaCO3) por litro é aceitável para cultivar marijuana. Água “mole” (água com pouco calcário/cálcio) contem menos de 50 miligramas de cálcio por litro deve ser reforçada com um suplemento de cálcio e magnésio.
    Cloreto de sódio e a qualidade da água
    Água com altos níveis de cloro geralmente também contem altos níveis de sódio, mas o oposto não é verdade. Águas com altos níveis de sódio não contem necessariamente altos níveis de cloro.
    A baixos níveis, o sódio parece dinamizar as colheitas, possivelmente por actuar como substituto parcial das deficiências de potássio. Mas quando aplicado excessivamente, o sódio é tóxico e influencia deficiências de outros nutrientes, principalmente potássio, cálcio e magnésio.
    O Cloreto (cloro) é essencial para a utilização do oxigénio durante a fotossíntese e é necessário para as raízes e para as divisões celulares das folhas.
    O cloreto é vital para aumentar a pressão celular osmotica, modificar a regulação dos estômatos e aumentar a humidade nos tecidos da planta. Uma solução cuja concentração seja inferior a 140 PPM é, geralmente, segura para a marijuana, mas algumas variedades podem demonstrar sensibilidade quando as folhas se tornam num verde pálido. Excesso de cloro provoca queimaduras nas pontas e nas margens das folhas que se tornam posteriormente em cor de bronze.
    Segredo para obteres super plantas: Utiliza água com mais de 300PPM de sólidos dissolvidos para a máquina de osmose inversa
    Segredo para obteres super plantas: Adiciona nutrientes a água pura e assim evitas muitos problemas com os mesmos.
    Super Size Secret: Run water with more than 300 PPM dissolved solids through a reverse osmosis machine.
    Super Size Secret: Add nutrients to pure water and avoid many nutrient problems.
    Os filtros simples de água não retiram os sólidos dissolvidos na água. Tais filtros removem apenas partículas suspensas na água. Libertar os sólidos dissolvidos da sua ligação química é um processo muito mais complexo. O equipamento de osmose inversa utiliza membranas semipermeáveis de polímeros que deixam passar a água pura e que filtram os sólidos dissolvidos na água. Os equipamentos de osmose inversa representam a forma mais simples e mais eficiente de tratar a água para as nossas meninas.

    Traduzido e adaptado de:
    http://www.marijuanagrowing.com/dhtm...ase_faq_15.php
    Agradece-se a colaboração do membro thorazine da antiga HORTA DA COUVE neste artigo.

  10. Los siguientes 7 Usuarios dan las gracias a sasoft por este Post:

    afrito78 (10/09/2012), bho (14/09/2012), Biolegs (15/09/2017), Foxyhaze (10/09/2012), PixieFilipe (13/09/2012), PutoSujo (14/09/2012), W1CK (10/09/2012)

  11. #21
    Fecha de Ingreso
    26 Jul, 12
    Mensajes
    5
    Gracias
    16
    9 gracias recibidas en 3 Posts
    Mencionado
    2 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    1 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Cita Iniciado por projetoverde Ver Mensaje
    Pessoal não sei se me podem ajudar. Tenho as analises da agua da fonte onde me abasteço e tem os seguintes valores:
    Condutividade μS/cm a 20ºC - Valor Paramétrico 2500 Valor minimo-4,6e+2 Valor máximo 5,4e+2 Isto corresponde a quantos EC? 4,6 e 5,4?
    Viva amigo, parece que ainda ninguém te respondeu a isto de vez e talvez possa dar uma ajudinha:
    Valor paramétrico (limite legal como alguém já disse) = 2500μS/cm ou seja 2,5EC (1000μS/cm=1EC)
    Valor mínimo 4,6e+2 forma abreviada de notação científica de 4,6x10^2, ou seja 460μS/cm, ou seja 0,46EC
    Valor máximo 5,4e+2 forma abreviada de notação científica de 5,4x10^2, ou seja 540μS/cm, ou seja 0,54EC

    A água da fonte tem entre 0,46EC e 0,54EC

    Abraço!

  12. Los siguientes 6 Usuarios dan las gracias a Helio por este Post:

    1000k (14/09/2012), afrito78 (14/09/2012), Biolegs (15/09/2017), Foxyhaze (08/04/2013), PutoSujo (14/09/2012), W1CK (14/09/2012)

  13. #22
    Fecha de Ingreso
    16 Mar, 10
    Ubicación
    Maryland
    Mensajes
    3,732
    Gracias
    2,027
    5,013 gracias recibidas en 2,277 Posts
    Mencionado
    249 Mensaje(s)
    Etiquetado
    6 Tema(s)
    Citado
    828 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Ora está desvendado o mistério. Obrogado @Helio ...

    De qualquer das formas não andavamos longe. Fatava era perceber o que era essa abreviação.

    A agua potavel pode ter 2,5 de EC???

  14. #23
    Fecha de Ingreso
    05 Mar, 12
    Ubicación
    Lisboa
    Mensajes
    2,447
    Gracias
    5,261
    2,846 gracias recibidas en 1,334 Posts
    Mencionado
    269 Mensaje(s)
    Etiquetado
    4 Tema(s)
    Citado
    753 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Afinal o meu bitaite acabou por estar certo..

  15. #24
    Fecha de Ingreso
    17 Oct, 10
    Mensajes
    1,302
    Gracias
    1,514
    2,031 gracias recibidas en 828 Posts
    Mencionado
    103 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    268 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Haja alguem que sabe fazer contas ehehehehehe

    afrito, isso é o limite legal, portanto se a água potavel andar nesses valores ainda é considerada potavel... curiosamente o limite legal da condutividade de águas de piscinas é inferior ao da água potável, o que não faz sentido absolutamente nenhum... são os legisladores que temos...
    "It's not a war on drugs, it's a war on personal freedom, it´s what it is ok?. Keep that in mind at all times. Thank you!"
    -- Bill Hicks

  16. #25
    Fecha de Ingreso
    15 Oct, 12
    Mensajes
    65
    Gracias
    3
    16 gracias recibidas en 13 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    17 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Mas que topico HARDCORE.... sim senhora...

    Só tenho uma coisa a dizer: AVÉ MALTA

    cumps

  17. El siguiente Usuario da las gracias a maxadotkd por este Post:

    Plantandem (28/02/2013)

  18. #26
    Fecha de Ingreso
    15 Oct, 12
    Mensajes
    65
    Gracias
    3
    16 gracias recibidas en 13 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    17 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Pessoal desculpa tar a perguntar isto mas eu comprei um medidor mas nao tenho a certeza das medidas dela por causa do papel de instrucções que me está a baralhar todo
    Ponho aqui um foto do medidor
    us-electric-conductivity-meter_ojopng1347844641391.jpg
    Eu gostava de saber se isto já me mede o EC ou se tenho de fazer alguma conversão
    Eu acho que o mais provavel é ter de fazer conversão visto que isto da me na água um valor de 100, ja agora gostava de saber caso tenho de fazer a conversão qts EC é

  19. #27
    Fecha de Ingreso
    24 Sep, 12
    Mensajes
    781
    Gracias
    801
    1,038 gracias recibidas en 551 Posts
    Mencionado
    47 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    256 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Boas tenho um medidor igual ao teu. Se o valor é 100 significa 100uS logo 0,1 EC!
    “Why is marijuana against the law? It grows naturally upon our planet. Doesn’t the idea of making nature against the law seem to you a bit . . . unnatural?”


  20. #28
    Fecha de Ingreso
    25 Feb, 13
    Ubicación
    Outdoor
    Mensajes
    204
    Gracias
    167
    108 gracias recibidas en 72 Posts
    Mencionado
    7 Mensaje(s)
    Etiquetado
    2 Tema(s)
    Citado
    37 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Muito muito muito bom! Cultivo em exterior, e consegui tirar umas dicas.
    abraço
    Bom cultivo
    Plantandem e Fumandem

  21. #29
    Fecha de Ingreso
    25 Feb, 13
    Ubicación
    Outdoor
    Mensajes
    204
    Gracias
    167
    108 gracias recibidas en 72 Posts
    Mencionado
    7 Mensaje(s)
    Etiquetado
    2 Tema(s)
    Citado
    37 Mensaje(s)

    Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    Boas pessoal, mais uma pergunta inocente.
    Gostaria de saber dar os nutrientes corretamente.

    Apos ultimo transplante (vaso final) passado uma semana dar o primeiro nutriente, bactohemp. Apos os aparecimentos de pelos brancos, regar com top max, nas proximas regas, regar com agua. passados 7 dias, voltar a regar com biobloom, nas proximas regas regar com agua. passados 7 dias regar com batguano, nas proximas regas regar com agua, e assim durante toda a floracao, ate dar por ultimo o bactobloom, e a seguir fazer o flush.
    Penso que assim a planta tera bastante alimento.
    Esta era a minha ideia, precisava mesmo de ajuda pessoal.


    Tenho:
    Top Max
    BioBloom
    BaT Guano
    BactoHemp
    BactoBloom

  22. #30
    Fecha de Ingreso
    30 Mar, 13
    Ubicación
    portugal
    Mensajes
    51
    Gracias
    0
    4 gracias recibidas en 3 Posts
    Mencionado
    2 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    9 Mensaje(s)

    Question Re: .:|A Arte da Fertilização|:.

    sera que alguem me pode ajudar
    comprei a pouco tempo um kit da general hydroponics, floragro, floramicro, florabloom, ripen, bio roots, bio protect,bio bloom, diamond nectar e mineral magic ... mas nao percebo nada daquilo sera que alguem me pode explicar o processo desde da primeira semana ate a ultima por favor, as minhas plantas ja tao a comecar a crescer e queria comecar a usar ...

    tenho varias perguntas tambem:
    com que regulariedade rego?
    sempre que regar rego com os fertilizantes?
    no inicio devo usar menos de 500 ml de agua, qual e a quantidade de fertilizante que devo usar , como posso saber?
    como misturar os fertilizantes?
    entre outras mais...

    SE FOSSE POSSIVEL ALGUEM ME AJUDAR, FICARIA ENTERNAMENTE AGRAECIDO

+ Responder Tema
Página 2 de 3 PrimerPrimer 123 ÚltimoÚltimo

Usuarios Etiquetados

Etiquetas para este Tema

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes