+ Responder Tema
Página 2 de 2 PrimerPrimer 12
Resultados 16 al 21 de 21

Tema: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

  1. #16
    Fecha de Ingreso
    16 May, 13
    Mensajes
    213
    Gracias
    66
    120 gracias recibidas en 84 Posts
    Mencionado
    9 Mensaje(s)
    Etiquetado
    1 Tema(s)
    Citado
    47 Mensaje(s)

    Re: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

    Cita Iniciado por Dika Ver Mensaje
    @Noctie
    Se eles vierem ou se vieram também não vais saber talvez notes um desaparecimento de algum membro ? talvez não, de qualquer maneira incentivo o pessoal a expor as suas histórias e procurar advogados especializados nestes casos, mas eu acho que não há razão para grande preocupação, mas cada um sabe da sua vida. Quando dizes que só se deve preocupar quem trafica, a lei não diz isso por isso é compreensivel, prevê pena de prisão e/ou multa para quem cultiva, passa um charro, etc, pelo menos conforme citado no 2º post, mas é como dizes é eles quererem individualmente e têm todas as barbaridades escritas na lei a favor deles.
    Mas se isso realmente acontecesse não desaparecia para sempre, acho que mais cedo ou mais tarde voltaria para contar a sua historia a não ser que agora andem a mandar o pessoal para Guantanamo

    Claro que devemos ter certos cuidados mas sinceramente não acredito que alguém apanhe pena de prisão efectiva por cultivar para consumo próprio, no máximo dos máximos pena suspensa, multa ou trabalho comunitário, claro que se for alguém com cadastro ou que trafique então a historia já é outra mas desses não tenho grande pena

    Por ex no reino unido cultivar também é suposto dar pena de prisão mas até 10 marias apanham apenas uma multa, li dezenas de casos de users de um forum inglês que foram apanhados e ninguém foi preso (apenas levados à esquadra para tratar de papelada)

    Eu sei que o reino unido não é portugal mas pronto, lá também é "proibido"

  2. #17
    Fecha de Ingreso
    24 Apr, 14
    Mensajes
    2
    Gracias
    2
    0 gracias recibidas en 0 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    2 Mensaje(s)

    Re: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

    Bons artigos aqui
    Mas ainda custa-me a compreender porque raio o alcool é legal e o cannabis é ilegal...
    Se o alcool provoca sensações piores no ser humano, como aumento de violencia, acidentes, andar aos S's nos passeios e ainda ocupar estradas, etc... etc... etc...

  3. #18
    Fecha de Ingreso
    30 Dec, 09
    Ubicación
    Weedland
    Mensajes
    542
    Gracias
    438
    438 gracias recibidas en 195 Posts
    Mencionado
    11 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    45 Mensaje(s)

    Re: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

    Cita Iniciado por cstools Ver Mensaje
    Bons artigos aqui
    Mas ainda custa-me a compreender porque raio o alcool é legal e o cannabis é ilegal...
    Se o alcool provoca sensações piores no ser humano, como aumento de violencia, acidentes, andar aos S's nos passeios e ainda ocupar estradas, etc... etc... etc...
    Eu acho que foi um senhor dos FBI´s para ai nos anos 40 que achou que a canábis preenchia bem o seu Curriculum vitae juntamente com uns senhores das grandes indústrias de papel, plástico ao proibir o fabríco/ consumo da mesma, sendo apoiado por alguns barões do petróleo. Como esses senhores gostavam de beber o seu scotch acompanhado de um charuto enquanto pensavam em demonizar um pouco mais O Planeta, não lhes dava jeito ilegalizar o alcool, pois era uma droga da qual eles apreciavam...

    Esse senhor dos FBI´s viria mais tarde a tornar-se um tubarão na conhecida DEA...





    "Até os anos 30, a maconha era conhecida nos EUA apenas pelo seu nome medicinal - cannabis. William Randolph Hearst, utilizando-se do ódio a imigrantes mexicanos e espanhóis, popularizou o nome marijuana, dando a impressão de que a erva era um mal vindo de outro país, podendo, então, demonisá-la.

    A história esquecida da maconha é uma lição de como interesses industriais sempre sacrificaram a sustentabilidade para colocar a humanidade num curso de destruição ambiental. Ativistas pró legalização dizem que a proibição começou nos EUA devido à ameaça que a planta fazia frente aos interesses ligados ao lucro com indústrias do plástico, produtos têxteis e de papel do magnata da mídia William Randolph Hearst e da companhia DuPont, ligada à indúsria têxtil.

    A maioria dos produtos como cordas, velas (de embarcações) foram feitas de fibra de maconha desde 8,000 antes de cristo até o começo do século 20. No livro "The Emperor Wears no Clothes" (o imperador não veste roupas), o ativista pró-legalização Jack Herer afirma que Napoleão invadiu a Rússia em 1812 para cessar a venda dos russos aos ingleses, pois a planta era muito valiosa e útil nas mais diversas formas na Inglaterra. A declaração de independência dos EUA foi escrita em papel feito com a fibra do cânhamo, subproduto da planta.

    Contudo, Herer diz que o uso industrial da planta caiu no começo do século 20 devido à "falta de tecnologia necessária para a produção em massa. Mas em 1916 o departamento de agricultura dos EUA declara que uma tecnologia capaz de tornar a maconha como o principal produto agrícola dos EUA estava sendo desenvolvida. O departamento de agricultura dos EUA declarou, à época, que 1 acre de plantação de maconha era capaz de produzir a mesma quantidade de papel que 4,1 acres de árvores desmatadas para a produção do produto

    Nos anos 30, quando as novas tecnologias para o plantio de maconha começaram a ser utilizadas a um custo financeiro razoável, a Hearst Paper Manufacturing Division, Kimberley Clarke e todas as companhias de madeira, papel e muitos grandes jornais perderiam bilhões de dólares, caso não agissem em favor da criminalização da planta.

    Mas a volta da maconha industrial nos anos 30 não ameaçou apenas interesses de jornais e tais companhias. A forte fibra natural do cânhamo também é ideal para a produção Têxtil, de plástico e até mesmo explosivos. A DuPont acabara de patentear o nylon, assim como processos de produção de plástico a partir de petróleo e novas tecnologias altamente poluidoras como a produção do papel a partir da madeira.

    Nos anos 30, os jornais de Hearst deliberadamente fabricaram uma nova ameaça aos EUA. O próprio declarou, mais tarde que: "Uma história de um acidente de carro no qual um baseado foi achado dominaria as manchetes por semanas, enquanto que acidentes causados por consumo de álcool só apareceriam nas páginas internas".

    De acordo com os próprios registros internos da DuPont, Herer explica: "80% dos negócios da DuPont não seriam possíveis caso a proibição da maconha não acontecesse."

    Em 1937, a maconha se tonaria ilegal, após o Marijuana Tax Act removeu-a do mercado. Mas antes que fosse proibida, a erva necessitou ser demonizada. É aí que entra o papel de William Randolph Hearst, megamilionário controlador da maioria dos meios de comunicação estadunidenses da época, na vida do qual foi baseado o filme de Orson Welles "Cidadão Kane". Hearst usou a sua cadeia de jornais para espalhar a propaganda antimaconha, apesar de diversos relatórios oficiais da Inglaterra e EUA concluírem que o uso da erva não trazia mais danos à saúde do que outras drogas legalizadas.

    O pesquisador Herer diz que a ficção de crimes relacionados à maconha tomaram conta da mente dos americanos através do uso de manchetes histéricas comos "Causadora de Loucura" e "Maconha - assassina da juventude". Através dos anos 30, a rede de tablóides de Hearst publicava matérias sensacionalistas sobre "pretos chapados de maconha" que supostamente estupravam mulheres brancas, enquanto tocavam uma música de "vudú satânico", nos dias de hoje conhecida simplesmente como Jazz. A campanha de Hearst seria hoje motivo de riso não fosse a "cannabisfobia" que ajudou a criar. A corporação Hearst, dona da National Magazine Company, da Inglaterra, e publicadora de Cosmopolitan e Esquire, mostraram-se portadoras do mesmo tipo de sensacionalismo em relação à maconha.

    Após proibida nos EUA, o país lançou uma campanha mundial que acabou por proibir o cultivo da planta na maioria dos países até os dias atuais."

    Fonte: Jack Herer The Emperor Wears No Clothes

  4. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a r3mixas por este Post:

    cstools (26/04/2014), erosoul (26/04/2014), GRP_R1pp3R (26/04/2014), PixieFilipe (28/04/2014)

  5. #19
    Fecha de Ingreso
    15 Dec, 12
    Mensajes
    236
    Gracias
    155
    277 gracias recibidas en 112 Posts
    Mencionado
    6 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    33 Mensaje(s)

    Re: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

    Apagaram a minha dúvida?

  6. #20
    Fecha de Ingreso
    08 Apr, 15
    Mensajes
    3
    Gracias
    2
    Agradecido 1 Vez en 1 Post
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    0 Mensaje(s)

    Re: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

    É sempre bom estar informado obrigado pessoal.
    Última edición por Foxyhaze; 08/04/2015 a las 11:24 AM

  7. #21
    Fecha de Ingreso
    16 Sep, 15
    Mensajes
    19
    Gracias
    3
    9 gracias recibidas en 8 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    5 Mensaje(s)

    Re: Codigo penal para cultivo de Canábis PT

    tópico interessante! obrigado pelo share

+ Responder Tema
Página 2 de 2 PrimerPrimer 12

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes