+ Responder Tema
Resultados 1 al 4 de 4

Tema: Cannabis e asma

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    20 Sep, 09
    Ubicación
    Uzbequistão
    Mensajes
    2,337
    Gracias
    21,866
    6,450 gracias recibidas en 2,001 Posts
    Mencionado
    166 Mensaje(s)
    Etiquetado
    75 Tema(s)
    Citado
    353 Mensaje(s)

    Cannabis e asma

    Asthma and Cannabis

    Published by Jan

    ASTHMA AND CANNABIS





    Smoking marijuana or administration of its main active constituent, THC, may exert potent dilating effects on human airways. However, the physiological significance of this observation and its therapeutic value are obscured by the fact that some asthmatic patients respond to these compounds with a paradoxical bronchial-spasm (constriction of the air passages of the lung).


    The mechanisms underlying these contrasting responses remain unresolved. Here we show that endogenous cannabinoid anandamide exerts dual effects on bronchial responsiveness in rodents: “It strongly inhibits bronchial-spasm and cough evoked by the chemical irritant, capsaicin, but causes bronchial-spasm when the constricting tone exerted by the vagus nerve is removed."

    1970s --US professor Donald P Taskin said, "Recent studies demonstrated significant, acute bronchi-dilation in healthy young men after they smoked marijuana". According to Dr Tamás Freund of the Institute of Experimental Medicine of Budapest, the knowledge gleaned from this research could alter the way respiratory illnesses are treated. Research in Hungary, Italy and the US indicates that while some asthma sufferers are prone to coughing when exposed to elements of the drug, others seem to be less affected by such irritation when lung muscles are tensed.

    Colleagues at the University of California, Irvine, found that induced bronchial constriction is antagonized by anandamide, a substance with the same properties as cannabinoids, a material found in marijuana.

    "The contribution of my laboratory was to localize the molecules released by anandamide and its effect on nerve fibers in order to ease the muscles, helping reduce the substance that constricts the muscles.

    Asthma is the shortness of breath and wheezing caused by spasms of the bronchial tubes, overproduction of mucus, and by swelling of the mucous membranes. Clinical research indicates that THC in both synthetic and natural forms acts as a bronchial dilator that clears blocked air passageways and allows free breathing.

    Marijuana smoking, on the other hand, is like walking swiftly in a field of daisies. Our veins dilate, our arteries dilate, and toxins are swiftly moved out of our organism because our heart is pumping more quickly. During the marijuana experience, the pipes are bigger for elimination, the pump is stronger and the oxygenation is significantly increased by the relaxation of the lung's tiny air sacs and the relaxation of the musculature surrounding the lung, thereby facilitating even greater inhalation of the universal nurturance and exhalation of all impurities.

    The most reliable acute effect of exposure to cannabis smoke is bronchi-dilation (National Academy of Science, 1982), which has principally been of interest because of its possible therapeutic effect upon asthma Other than bronchi-dilation, it has proved difficult to demonstrate any effects of acute cannabis smoking on breathing "as measured by conventional pulmonary tests" (National Academy of Science, 1982, p58).

    A general study of the effects of marijuana on respiration revealed a bronchi-dilating action in normal volunteer subjects.

    Asthma was deliberately induced by either inhalation of methacholine or exercise in asthmatic patients. They were then treated with inhalation of placebo marijuana, of saline, of isoproterenol, or of smoke derived from marijuana containing (1 g ram) of THC. Both marijuana smoke and isoproterenol aerosol effectively reversed both methacholine- and exercise¬-induced asthma, while saline and placebo marijuana had no effect. Aerosols of placebo¬-ethanol, of THC (200 µg) in ethanol, or of salbutamol (100 µg) were tested in another study of ten stable asthmatic patients. Forced expiratory volume in 1¬s forced vital capacity, and peak flow rate were measured on each occasion. Both salbutamol and THC significantly improved ventilator function. Improvement was more rapid with salbutamol, but the two treatments were equally effective by the end of the trial.

    Both (delta¬8 and delta¬9¬) THC have bronchus-dilating effects, while neither cannabinol nor cannabidiol have no such actions. Thus, this action resides only in the psychoactive material. No evidence of tolerance to this effect developed over 20 days of continual administration.

    The traditional use of Cannabis as an analgesic, anti-asthmatic, and anti-rheumatic drug is well established. Our results would suggest that cultivation of Cannabis plants rich in CBD and other phenol substances would be useful not only as fiber-producing plants but also for medicinal purposes in the treatment of certain inflammatory disorders.

    Clinical research shows that THC acts as a bronchial dilator, clearing blocked air passageways and allowing free breathing. In one study, marijuana “caused an immediate reversal of exercise-induced asthma and hyperinflation.” “Numerous cases of asthma have been treated successfully with both natural and synthetic THC. “ In one report, a young woman used marijuana with her doctor’s approval. Over the course of several years, her attacks were almost completely cured with low doses of inhaled cannabis smoke.

    Some asthmatics who have found relief with synthetic THC often voice a preference for natural cannabis over Marinol. Marinol is less effective than natural cannabis and has far greater psychoactive properties.

    The Institute of Medicine and other medical authorities have recommended alternative methods of administration. Plans for a non-combusting THC inhaler received attention for many years. Designers have failed to produce a workable proto type thus far.

    “Experiments examining the anti-asthmatic effects of THC or cannabis date mainly from the 1970s. The effects of a marijuana cigarette (2 percent THC) or oral THC (15 mg), respectively, approximately correspond to those obtained with therapeutic doses of common bronchi-dilator drugs (salbutamol, isoprenaline). Following inhalation, the effect lasts about two hours. Since inhalation of cannabis products may irritate the mucous membranes, oral administration or another alternative delivery system would be preferable. Very few patients developed bronco-constriction after inhalation of THC.”
    .
    ________________________________________
    [1] Grinspoon, “Marijuana and asthma”. The Forbidden Medicine Website, www.rxmarijuana.com
    [2] National Academy of Science, 1982
    [3] “Therapeutic possibilities in cannabinoids”, Editorial, The Lancet, pp. 667-669, March 22, 1975
    [4] Tashkin, Shapiro, Lee, and Harper, “Effects of smoked marijuana in experimentally induced asthma.” American Review of Respiratory Disease, Vol. 112, 1975



    British Medical Association

    Acute doses of cannabis and THC exert a definitive bronchodilator effect on the small airways of the lungs. The mechanism of this effect is not known, but it appears to be different from that of other drugs used at present as bronchodilators for asthma. However, there have been very few studies on the bronchodilator effects of cannabinoids in asthmatic patients. All of these were studies carried out in the 1970s.

    Smoked cannabis was also capable of reversing experimentally induced bronchi-spasm in three asthmatic subjects. Williams et al. compared a THC aerosol containing 0.2 mg THC with a salbutamol aerosol (0.1 mg) in 10 asthmatic subjects. Both drugs significantly improved respiratory function. The onset of effect was more rapid with salbutamol, but the effects of both drugs were equivalent at one hour.

    Cannabis products can be taken orally to avoid the combustion problem.
    To decrease the amount of inhaled carcinogens cannabis or THC (should) be inhaled by a vaporizer. In several situations, a combination of a basic oral medication and a (demand-inhaled) medication in acute asthma attacks may be useful to reduce the risks from smoking and the risk of over-dosage with oral administration. The availability of a THC aerosol is desirable.

    In animal studies with guinea pigs and rats, anandamide exerted a dual effect on bronchial responsiveness. If an irritant (capsaicin) constricted the muscles in the lungs, the endocannabinoid relaxed the smooth muscles and strongly inhibited coughing. However, if the airways were relaxed (by removing the constricting effect of the vagus nerve) anandamide caused a coughing spasm. Anandamide is synthesized in lung tissues and its effects are mediated by cannabinoid receptors.


    SUMMARY


    video: http://www.youtube.com/watch?v=ZeOMhYseKpk

    http://www.youtube.com/watch?v=ZeOMhYseKpk



    Medical Marijuana - Asthma Jun 14, 2008 ... Numerous cases of asthma have been treated successfully with both natural and synthetic THC. Asthma is the shortness of breath and wheezing caused by spasms of the bronchial tubes, overproduction of mucus, and swelling of the mucous membranes. Asthma kills more than 4,000 Americans each year. Clinical research shows that THC acts as a bronchial dilator, clearing blocked air passageways and allowing free breathing. In one study, marijuana “caused an immediate reversal of exercise-induced asthma and hyperinflation.” Numerous cases of asthma have been treated successfully with both natural and synthetic THC. In one report, a young woman used marijuana with her doctor’s approval. Over the course of several years, her attacks were almost completely cured with low doses of inhaled cannabis smoke. Some asthmatics who have found relief with synthetic THC often voice a preference for natural cannabis over Marinol. Marinol is said to be less effective than natural cannabis and has far greater psychoactive properties. The Institute of Medicine and other medical authorities have recommended alternative methods of administration. Plans for a noncom busting THC inhaler received attention for many years, yet designers have failed to produce a workable prototype.
    Asthma --- For the past 3,000 years or more, cannabis has provided welcome relief for countless numbers of asthmatics. It was widely used for that purpose in the 19th century. The inhalation of marijuana smoke causes bronchial dilation lasting up to 1 hour. The bronchodilator effect of orally ingested THC lasts up to 6 hours, but it is not as powerful as smoking marijuana. THC aerosols are not as effective as smoking marijuana because aerosolized THC has an irritating effect on the air passages.


    • L. Vachon, et al., reported that 0.7 mg. THC in a micro-aerosol proved to be up to 60% effective as a broncho-dilator, with minimal mental effects and no parasympathetic effects.
    • J. Hartley, et al., found that administration of minute doses (50-200 micrograms) of THC by inhalation increased the peak expiratory flow and forced expiratory volume in 1 second in a dose-related manner. The effects last 4 hours.
    • D. Tashkin, et al., explored the anti-asthmatic effect of THC, and found it to be useful against the encroachment of emphysema.
    • R. Gordon, et al., confirmed the anti-tussive effect. Cannabis also has been used with success in the treatment of whooping cough.
    • In 1955, J. Sirek reported on the importance of hempseed in tuberculosis therapy, but the discovery has been largely ignored since then.
    • Best Strains: Orange Crush, Cali Gold, Belladonna, Master Kush, Sour Diesel, Big Cheese, Casey Jones, Jacks Cleaner, Kush
    Manipular informação é uma forma de censura


  2. Los siguientes 3 Usuarios dan las gracias a Harvest*Time por este Post:

    Beckenbauer (29/06/2014), cuiajah (29/06/2014), Trich Lover (23/07/2014)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    20 Sep, 09
    Ubicación
    Uzbequistão
    Mensajes
    2,337
    Gracias
    21,866
    6,450 gracias recibidas en 2,001 Posts
    Mencionado
    166 Mensaje(s)
    Etiquetado
    75 Tema(s)
    Citado
    353 Mensaje(s)

    Re: Cannabis e asma

    {Google Tradutor}


    Asma e Cannabis
    Publicado por Jan



    ASMA E CANNABIS


    Fumar maconha ou a administração de seu principal componente ativo, o THC, podem exercer efeitos de dilatação potentes sobre vias respiratórias humanas. No entanto, o significado fisiológico desta observação e o seu valor terapêutico são obscurecidos pelo facto de alguns pacientes asmáticos responder a estes compostos com uma paradoxal brônquica-espasmo (constrição das passagens de ar dos pulmões).

    Os mecanismos subjacentes a estas respostas contrastantes permanecem sem solução. Aqui nós mostramos que endógeno anandamida canabinóide exerce dupla efeitos sobre responsividade brônquica em roedores: "Ela inibe fortemente brônquica-espasmo e tosse evocada pelo irritante químico, a capsaicina, mas provoca brônquica-espasmo quando o tom de constrição exercida pelo nervo vago é removido. "


    1970 - Professor US Donald P Taskin disse: "Estudos recentes demonstraram significativa, aguda brônquios-dilatação em homens jovens saudáveis ​​após terem fumado maconha". Segundo o Dr. Tamás Freund, do Instituto de Medicina Experimental de Budapeste, o conhecimento adquirido a partir desta pesquisa pode alterar a forma como as doenças respiratórias são tratados. Pesquisa na Hungria, Itália e os EUA indica que, enquanto algumas pessoas com asma são propensas a tossir quando expostos a elementos da droga, outros parecem ser menos afectadas por essa irritação quando os músculos estão tensos pulmonares.

    Seus colegas da Universidade da Califórnia, em Irvine, descobriu que a constrição brônquica induzida é antagonizada por anandamida, uma substância com as mesmas propriedades que os canabinóides, um material encontrado na maconha.

    "A contribuição do meu laboratório foi o de localizar as moléculas liberadas pela anandamida e seu efeito sobre as fibras nervosas, a fim de aliviar os músculos, ajudando a reduzir a substância que contrai os músculos.

    A asma é a falta de ar e chiado no peito causada por espasmos dos brônquios, excesso de produção de muco, e pelo inchaço das membranas mucosas. A pesquisa clínica indica que o THC sintético em ambas as formas naturais e age como um dilatador brônquico que limpa as passagens de ar bloqueadas e permite a respiração livre.

    Fumar maconha, por outro lado, é como caminhar rapidamente em um campo de margaridas. Nossas veias se dilatam, nossas artérias se dilatam, e as toxinas são rapidamente mudou-se para fora do nosso organismo, porque o nosso coração está bombeando mais rapidamente. Durante a experiência de maconha, os tubos são maiores para a eliminação, a bomba é mais forte ea oxigenação é significativamente aumentada pelo relaxamento dos pequenos sacos de ar do pulmão e do relaxamento da musculatura que envolve o pulmão, facilitando ainda mais a inalação da nutrição universal e exalação de todas as impurezas.

    O efeito agudo mais confiável de exposição à fumaça de cannabis é brônquios-dilatação (National Academy of Science, 1982), que tem sido, principalmente, de juros por causa de seu possível efeito terapêutico sobre asma Além brônquios-dilatação, tem-se revelado difícil demonstrar qualquer efeitos da cannabis aguda fumar na respiração ", como medido por testes pulmonares convencionais" (Academia Nacional de Ciências, 1982, P58).

    Um estudo geral sobre os efeitos da maconha sobre a respiração revelou uma ação de dilatar os brônquios em indivíduos voluntários normais.

    Asma foi deliberadamente induzida por qualquer inalação de metacolina ou exercício em pacientes asmáticos. Eles foram, em seguida, tratou-se com a inalação de placebo marijuana, de soro fisiológico, de isoproterenol, ou de fumo derivados de marijuana, contendo (1 g rama) de THC. Tanto a fumaça da maconha e isoproterenol aerosol efetivamente revertido tanto metacolina e exercício asma induzida por ¬, enquanto salina e placebo maconha não teve efeito. Aerossóis de placebo ¬-etanol, de THC (200 mg) em etanol, ou de salbutamol (100 mg) foram testadas em outro estudo de dez pacientes asmáticos estáveis. O volume expiratório forçado em um ¬ s capacidade vital forçada, e vazão de pico foram medidos em cada ocasião. Ambos salbutamol e THC melhorou significativamente a função do ventilador. Melhoria foi mais rápida com salbutamol, mas os dois tratamentos foram igualmente eficazes para o fim do julgamento.

    Ambos (delta ¬ 8 e 9 delta ¬ ¬) THC ter efeitos de dilatar brônquios, enquanto nem cannabinol nem canabidiol não têm tais ações. Assim, esta acção reside apenas no material psicoativas. Não há provas de tolerância para este efeito desenvolvido ao longo de 20 dias de administração contínua.

    O uso tradicional de cannabis como analgésico, anti-asmática e anti-reumática está bem estabelecida. Os nossos resultados sugerem que o cultivo de plantas de Cannabis ricas em CBD e outras substâncias fenol seriam úteis não apenas como plantas produtoras de fibra, mas também para fins medicinais para o tratamento de certas doenças inflamatórias.

    A pesquisa clínica mostra que o THC age como um dilatador dos brônquios, limpando as passagens de ar bloqueadas e permitindo a respiração livre. Em um estudo, a maconha "causou uma reversão imediata da asma induzida pelo exercício e hiperinflação." "Numerosos casos de asma têm sido tratados com sucesso com THC natural e sintética. "Em um relatório, uma jovem usou maconha com a aprovação de seu médico. Ao longo de vários anos, os ataques foram quase completamente curada com baixas doses de cannabis fumaça inalada.

    Alguns asmáticos que têm encontrado alívio com THC sintético muitas vezes expressar uma preferência por cannabis natural sobre Marinol. Marinol é menos eficaz do que a cannabis natural e tem muito maiores propriedades psicoativas.

    O Instituto de Medicina e de outras autoridades médicas recomendaram métodos alternativos de administração. Planos para um inalador de THC não-combustão recebido atenção por muitos anos. Designers não conseguiram produzir um protótipo funcional até agora.

    "Os experimentos que examinaram os efeitos anti-asmáticos de THC ou data de cannabis, principalmente a partir da década de 1970. Os efeitos de um cigarro de marijuana (2 por cento de THC) ou o THC por via oral (15 mg), respectivamente, correspondem aproximadamente às obtidas com doses terapêuticas de drogas comuns brônquios-dilatadores (salbutamol, isoprenalina). Após a inalação, o efeito dura cerca de duas horas. Uma vez que a inalação de produtos de cannabis pode irritar as membranas mucosas, administração oral ou outro sistema de entrega alternativo seria preferível. Muito poucos pacientes desenvolveram bronco-constrição após inalação de THC. "
    .
    ________________________________________
    [1] Grinspoon, "A maconha e asma". A Medicina Site Proibida, www.rxmarijuana.com
    [2] National Academy of Science, 1982
    [3] "possibilidades terapêuticas em canabinóides", Editorial, The Lancet, pp 667-669, março 22, 1975
    [4] Tashkin, Shapiro, Lee, e Harper, "Efeitos da maconha fumada na asma induzida experimentalmente." American Review de doença respiratória, vol. 112, 1975




    Associação Médica Britânica

    Doses agudas de cannabis e THC exercer um efeito broncodilatador definitivo sobre as pequenas vias respiratórias dos pulmões. O mecanismo deste efeito não é conhecido, mas parece ser diferente do de outras drogas usadas no presente como broncodilatadores para a asma. No entanto, tem havido muito poucos estudos sobre os efeitos broncodilatadores de canabinóides em pacientes asmáticos. Todos estes eram estudos realizados na década de 1970.

    Cannabis fumada também foi capaz de reverter induzida experimentalmente brônquios-espasmo em três indivíduos asmáticos. Williams et al. compararam um aerossol THC contendo 0,2 mg de THC com um aerossol de salbutamol (0,1 mg) em 10 indivíduos asmáticos. Ambas as drogas melhorou significativamente a função respiratória. O início de acção foi mais rápida com o salbutamol, mas os efeitos de ambos os fármacos foram equivalentes em uma hora.

    Produtos de cannabis pode ser feita por via oral, para evitar o problema da combustão.
    Para diminuir a quantidade de substâncias cancerígenas inalado cannabis ou THC (deve) ser inalado por um vaporizador. Em diversas situações, a combinação de uma medicação oral básico e uma medicação (demanda-inalada) em ataques agudos de asma pode ser útil para reduzir os riscos de fumar eo risco de sobre-dosagem com a administração oral. A disponibilidade de um aerossol THC é desejável.

    Em estudos com animais com cobaias e ratos, a anandamida exerceu um duplo efeito sobre responsividade brônquica. Se um irritante (capsaicina) contraiu os músculos nos pulmões, os endocanabinóide relaxou os músculos lisos e tosse fortemente inibido. No entanto, se as vias aéreas foram relaxadas (através da remoção do efeito de constrição do nervo vago) anandamida causado um espasmo de tosse. A anandamida é sintetizado em tecidos do pulmão e os seus efeitos são mediados por receptores de canabinóides.


    RESUMO

    vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=ZeOMhYseKpk

    http://www.youtube.com/watch?v=ZeOMhYseKpk



    Maconha Medicinal - Asma 14 de junho de 2008 ... Inúmeros casos de asma têm sido tratados com sucesso com THC natural e sintética. A asma é a falta de ar e chiado no peito causada por espasmos dos brônquios, excesso de produção de muco e inchaço das membranas mucosas. Asma mata mais de 4.000 americanos a cada ano. A pesquisa clínica mostra que o THC age como um dilatador dos brônquios, limpando as passagens de ar bloqueadas e permitindo a respiração livre. Em um estudo, a maconha "causou uma reversão imediata da asma induzida pelo exercício e hiperinflação." Numerosos casos de asma têm sido tratados com sucesso com THC natural e sintética. Em um relatório, uma jovem usou maconha com a aprovação de seu médico. Ao longo de vários anos, os ataques foram quase completamente curada com baixas doses de cannabis fumaça inalada. Alguns asmáticos que têm encontrado alívio com THC sintético muitas vezes expressar uma preferência por cannabis natural sobre Marinol. Marinol é dito ser menos eficaz do que a cannabis natural e tem muito maiores propriedades psicoativas. O Instituto de Medicina e de outras autoridades médicas recomendaram métodos alternativos de administração. Planos para um suboficial rebentando THC inalador recebido atenção por muitos anos, mas os designers não conseguiram produzir um protótipo funcional.


    Asma --- Durante os últimos 3.000 anos ou mais, a cannabis proporcionou alívio bem-vindo para um número incontável de asmáticos. Foi amplamente utilizados para esse fim, no século 19. A inalação de fumaça da maconha causa a dilatação dos brônquios com a duração de 1 hora. O efeito broncodilatador de THC oralmente ingerido dura até 6 horas, mas não é tão poderoso quanto fumar maconha. Aerossóis THC não são tão eficazes como fumar maconha porque THC em aerossol tem um efeito irritante sobre as passagens aéreas.




    • L. Vachon et ai., Relataram que 0,7 mg. THC em um micro-aerossol provou ser de até 60% eficaz como um bronco-dilatador, com o mínimo de efeitos mentais e sem efeitos parassimpático.
    • J. Hartley, et al., Constatou que a administração de doses minutos (50-200 microgramas) de THC por inalação aumentou o pico de fluxo expiratório e volume expiratório forçado em 1 segundo de uma maneira dose-dependente. Os efeitos duram de 4 horas.
    • D. Tashkin, et al., Explorou o efeito anti-asmáticos de THC, e achei que fosse útil contra a invasão de enfisema.
    • R. Gordon, et al., Confirmaram o efeito antitússicos. A cannabis também tem sido utilizado com sucesso no tratamento de tosse convulsa.
    • Em 1955, J. Sirek informou sobre a importância do cânhamo na terapia da tuberculose, mas a descoberta tem sido amplamente ignorado desde então.
    • Melhores linhagens: Orange Crush, Cali Ouro, Belladonna, Master Kush, Sour Diesel, Big Cheese, Casey Jones, Jacks Cleaner, Kush
    Manipular informação é uma forma de censura


  4. Los siguientes 3 Usuarios dan las gracias a Harvest*Time por este Post:

    Beckenbauer (29/06/2014), cuiajah (29/06/2014), Trich Lover (23/07/2014)

  5. #3
    Fecha de Ingreso
    30 Jun, 10
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    1,919
    Gracias
    7,815
    8,885 gracias recibidas en 1,857 Posts
    Mencionado
    192 Mensaje(s)
    Etiquetado
    54 Tema(s)
    Citado
    354 Mensaje(s)

    Arrow Re: Cannabis e asma

    Gostei dessa parte...

    "Em um relatório, uma jovem usou maconha com a aprovação de seu médico. Ao longo de vários anos, os ataques foram quase completamente curada com baixas doses de cannabis fumaça inalada."
    Eu tive Bronquite Asmática durante todo minha infância e ficava doente com muita facilidade por isso eu boto muita fé, quando eu "caí" pra minha mãe em 2009 cheguei a comentar isso com ela, sempre soube que os "Cigarro Indios" eram indicados pra Asma, logo fiz essa comparação e vi que foi justamente quando comecei a consumir Maconha por volta dos 14 anos que as crises de Asma pararam, passaram-se 13 anos e nunca mais tive nenhuma crise, mesmo que em doses pequenas e bem espaçadas pois nessa e poca eu fumava um baseado por mês e olhe lá, na verdade o beck rolava só nas ocasiões especiais... Bem diferente de hoje em dia, but you know estou com ela e não abro mão, são muitos os benefícios!!
    Já tô até imaginando cheiro maravilhoso que vai ser os hospitais daqui uns anos, em vez de Nebulizador vai ser o Vaporizador mandando ver, criança chapada de Berotec e Atrovent nunca mais irmãos!! Vai ser lindo...

    Abração!!
    Imágenes Adjuntadas

  6. Los siguientes 3 Usuarios dan las gracias a Beckenbauer por este Post:

    cuiajah (04/07/2014), Harvest*Time (03/07/2014), Trich Lover (23/07/2014)

  7. #4
    Fecha de Ingreso
    20 Sep, 09
    Ubicación
    Uzbequistão
    Mensajes
    2,337
    Gracias
    21,866
    6,450 gracias recibidas en 2,001 Posts
    Mencionado
    166 Mensaje(s)
    Etiquetado
    75 Tema(s)
    Citado
    353 Mensaje(s)

    Re: Cannabis e asma

    Já passei por essas duas porcarias e também sei que é sinistro maninho. Postei isso pq estava passando por uma crise e achei esse link. Também percebi que desde que comecei a pitar diminuiram imensamente as crises. Porém, como tenho muita alergia ela é um desencadeador das crises. Tenho usado o pito para um alivio mais imediato, um óleo com própolis para garganta e um tintura das folhinhas que eu esfrego no peito e garganta.


    VQV meu irmão!!! É nóis na mesma nave!!!

    Abração
    Manipular informação é uma forma de censura


  8. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a Harvest*Time por este Post:

    akaseeds (11/07/2014), Beckenbauer (03/07/2014), cuiajah (04/07/2014), Trich Lover (23/07/2014)

+ Responder Tema

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes