+ Responder Tema
Resultados 1 al 3 de 3

Tema: Descarboxilizando a cannabis: transformando THCA em THC

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    20 Sep, 09
    Ubicación
    Uzbequistão
    Mensajes
    2,337
    Gracias
    21,866
    6,450 gracias recibidas en 2,001 Posts
    Mencionado
    166 Mensaje(s)
    Etiquetado
    75 Tema(s)
    Citado
    353 Mensaje(s)

    Descarboxilizando a cannabis: transformando THCA em THC

    Decarboxylating Cannabis: Turning THCA into THC

    Rambo: August 14, 2012 262






    The other day I was asked by an acquaintance why the tincture they were making had very little, if any, noticeable medicinal or psychoactive effect. They swore they followed the same process found in a book on making edibles and soaked the cannabis in high proof for weeks but the tincture just didn’t work.


    The answer was simple but one that many in the cannabis industry don’t understand. One very important and necessary extra step had been overlooked. Cannabis used to make tinctures as well as other edible cannabis products requires decarboxylation. From asking around I have a feeling a lot of you just blurted out “Say What?”


    So here is the deal. THCA (Tetrahydrocannabinolic Acid) is found in abundance in growing and harvested cannabis and is a biosynthetic precursor of THC (Tetrahydrocannabinol). Wow, this sounds scary like organic chemistry, doesn’t it? It is, so for both of our benefits, I’ll give you the dumbed down version.


    Research suggests THCA has anti-inflammatory and neuroprotective effects but does not produce the psychoactive effect that make you feel “high”. This “high” is from the cannabinoid THC, of which little if any is found when cannabis is growing or recently harvested.


    Decarboxylation is a chemical reaction that releases carbon dioxide (CO2). This means a chemical reaction takes place in which carboxylic acids loose a carbon atom from a carbon chain. This process converts THCA to THC, the much loved compound with many medicinal and psychoactive effects. When the cannabis drys, it very very slowly begins to decarboxylate and converts THCA to THC.


    The good news is we don’t have to wait years for cannabis to decarboxylate. We can speed things along with a process that is a lot simpler than you might expect. Simply heating dried cannabis to the correct temperature for enough time releases that carbon dioxide and creates THC. Why have so many of you never heard of this before? Decarboxylating takes place without extra effort when cannabis is heated during the act of smoking or vaporizing. It also takes place to some degree when cannabis is cooked into butter or when hash and kief are added to a favorite recipe and then cooked in the oven.


    When making tinctures, cannabis is not heated or baked, it is simply soaked in high proof alcohol. Decarboxylation never takes place and you end up with a product with a lot of THCA and very little THC. This may be a good for some symptoms but will not produce the results most expect.

    Setting Up The Experiment

    After explaining decarboxylation it became clear why the tincture was ineffective. Naturally they wanted to know how to decarboxylate cannabis quickly and easily so they could get on with making their tincture. I knew how to do it, but I really needed to nerd out for a bit so I could give them the best possible answer.

    It really is as easy as heating the cannabis, but for how long and at what temperature? If the cannabis is heated to much, we run the risk of vaporizing and losing some of the important cannabinoids, terpenes and flavonoids which have medicinal properties. At the same time we want remove the CO2 as quickly and effectively as possible.


    According to a report published by John M. McPartland and Ethan B. Russo “Cannabis and Cannabis Extracts: Greater Than the Sum of Their Parts?”, the boiling points, and hence vapor point of the major cannabinoids, terpenes, and flavonoids range from 246.2° and 435.2° Fahrenheit. I have included a substantial list taken from this report in the appendix of this article. This indicates that by staying under 246.2° Fahrenheit there should be little if any inadvertent vaporization of plant compounds that might produce medicinal benefits. I do need to qualify the above statement by saying that some terpenes actually evaporate to some degree while the plant is growing and there is not much that can be done about it.


    I decided to conduct a bit of an experiment to see if my hypothesis was correct. I had some extra kief and trim that I had been keeping in storage for a rainy day. They would work perfect for the experiment and there would be no great loss if things didn’t go as planned.

    Easy Steps to Decarboxylation

    Consumer grade ovens are not always exact so I decided to shoot for a decarboxylation temperature of around 240° Fahrenheit. This should produce quick results without losing any medicinal potency. 30 minutes seemed like a nice round number for a first test and should give the kief and trim plenty of time to come up to temperature.


    Kief has a tendency to ball up in the bag which could lead to uneven temperatures and possibly uneven decarboxylation. Before I put it in the oven, I loosened up the clumps with a fork. While most of the trim was already fairly broken up from its time in the kief tumbler, there were still some budlets in the trim that I wanted to break apart.


    A few minutes in the Cuisinart works great for breaking up trim and also works well on buds if you have a bunch of joints to roll. The static from the plastic separated out some low grade kief which loosely clung to the lid of the Cuisinart. I brushed this back into the trim.


    I placed a pizza stone on the middle rack of the oven and set the oven dial to bake at as close to 240° Fahrenheit as possible. Ovens lose a lot of heat when the door is opened and sometimes the temperature spikes with little explanation. The pizza stone absorbs the heat and helps maintain a constant temperature. In order to track my temperature accurately I used a thermometer with a heat resistant cord. I placed the thermometer on the pizza stone and the digital readout on the counter next to the oven where it could be monitored.


    Once the temperature reached about 240° and did not appear to be increasing I placed a small Pyrex bowl of kief and another of the trim on the pizza stone. I set my timer for 30 minutes and continued to monitor the temperature. A Pyrex lasagna dish would be perfect for larger quantities. As expected, the temperature fell a few degrees from opening the door and then came back up to temperature. Throughout the half hour the temperature rose and fell several times for no apparent reason but stayed between 229° and 245° Fahrenheit.


    After 30 minutes I removed both Pyrex containers with an oven mit and placed them on the counter to cool. Both the kief and the trim had noticeably fluffed up and gave off a slightly roasted scent. I took a few grams of each and packaged them for lab testing.


    I returned the Pyrex dishes to the oven and set the timer for another half hour. I was pretty sure that 30 minutes had been enough to mostly decarboxylate the kief and trim, but just in case I wanted a backup test at a full hour. Either way I had to be patient and wait a few days for the test results to come back.

    Results of Decarboxylation Experiment

    The following charts show the results of the 30 minute and 60 minute decarboxylation experiments. Also included are the lab results from testing done prior to any artificial decarboxylation to establish a starting point. Note that because of the age of both the kief and the trim, decarboxylation had begun to take place to some degree naturally. This may not be your starting point, but should not affect the results of the experiment much.

    Kief

    Compound Before Decarb 30 Min Decarb 60 Min Decarb
    THCA 24.5% 2.6% .1%
    THC 3.8% 25.4% 25.5%
    CBDA .6% .3% .3%
    CBD 0% 1% .1%
    CBN .4% 1% 1.4%
    Moisture 0% 0% 0%

    Total Cannabanoids

    29.3%

    30.3%

    27.4%
    Cannabis Trim

    Compound Before Decarb 30 Min Decarb 60 Min Decarb

    THCA

    6.5%

    2.9%

    .2%
    THC .6% 4.8% 6.9%
    CBDA .2% .2% .1%
    CBD 0% 0% .1%
    CBN 0% 0% 0%
    Moisture 3.4% 4.5% 0%
    Total Cannabanoids 7.3% 7.9% 7.3%
    Testing provided by SC Labs


    As you can see from the two charts, 30 minutes was not quite enough to completely decarboxylate either the kief or the trim. At 30 minutes the kief was about 90% decarboxylated but the trim was only about 60% decarboxylated. This difference is likely because the trim had a higher starting moisture content. After 60 minutes however, both keif and trim samples were close enough to 100% decarboxylation for my satisfaction.


    So there you have it. 240° F for 60 minutes should be enough to decarboxylate any cannabis with a reasonably low moisture content. For material with higher moisture content, the time can be extended but the temperature should not be increased. If you are concerned about losing organic compounds, lower heat can be used but the time should be extended to compensate.

    Interesting Findings

    As with most experiments, the results often lead to new questions. Here are a few unexpected finding that may lead to future experiments.


    The kief and trim both appear to have lost some total cannabinoids after the second 30 minutes in the oven. Some of you might suggest this is from vaporization from being at temperature for too long. This could be true, thought they were from the same plant they were not the exact same samples. Additionally lab tests do have a margin of error, so I’m not sure that is a safe assumption. This would need to be tested with more samples to have a solid verdict.


    For some reason the moisture content of the trim tested higher after the first 30 minutes in the oven. I have no idea why this would be. It could just be a fluke.

    Tbe CBDA did not appear to convert to CBD during the decarboxylation of the THCA. Some further research might shed some light on this.

    Appendix – Cannabis Cannabinoids, Terpenes and Flavonoids

    As I mentioned above, here is the list of some commonly found cannabinoids, terpenes and flavonoids that I used to pick my decarboxylation temperature. This is by no means a complete list but it’s the best I could find.

    Phytocannabinoids


    THC
    (Δ-9-tetrahydrocannabinol)
    Boiling point: 157° C / 314.6° Fahrenheit
    Properties: Euphoriant, Analgesic, Anti Inflammatory, Antioxidant, Antiemetic


    CBD
    (cannabidiol)
    Boiling point: 160-180°C / 320-356° Fahrenheit
    Properties: Anxiolytic, Analgesic, Antipsychotic, Anti Inflammatory, Antioxidant, Antispasmodic


    CBN
    (Cannabinol)
    Boiling point: 185°C / 365° Fahrenheit
    Properties: Oxidation, breakdown, product, Sedative, Antibiotic


    CBC
    (cannabichromene)
    Boiling point: 220° / 428° Fahrenheit
    Properties: Anti Inflammatory, Antibiotic, Antifungal


    Δ-8-THC
    (Δ-8-tetrahydrocannabinol)
    Boiling point: 175-178°C / 347-352.4° Fahrenheit
    Properties: Resembles Δ-9-THC, Less psychoactive, More stable Antiemetic


    THCV
    (Tetrahydrocannabivarin)
    Boiling point: < 220°C / <428° Fahrenheit
    Properties: Analgesic, Euphoriant

    Terpenoid Essential Oil Components of Cannabis


    β-Myrcene

    Boiling point: 166-168°C / 330.8-334.4° Fahrenheit
    Properties: Analgesic. Anti Inflammatory, Antibiotic, Antimutagenic


    β-Caryophyllene

    Boiling point: 119°C / 246.2° Fahrenheit
    Properties: Anti Inflammatory, Cytoprotective (gastric mucosa), Antimalarial


    d-Limonene

    Boiling point: 177°C / 350.6° Fahrenheit
    Properties: Cannabinoid agonist?, Immune potentiator, Antidepressant, Antimutagenic


    Linalool

    Boiling point: 198°C / 388.4° Fahrenheit
    Properties: Sedative, Antidepressant, Anxiolytic, Immune potentiator


    Pulegone

    Boiling point: 224°C / 435.2° Fahrenheit
    Properties: Memory booster?, AChE inhibitor, Sedative, Antipyretic


    1,8-Cineole
    (Eucalyptol)
    Boiling point: 176°C / 348.8° Fahrenheit
    Properties: AChE inhibitor, Increases cerebral, blood flow, Stimulant, Antibiotic, Antiviral, Anti Inflammatory, Antinociceptive


    α-Pinene

    Boiling point: 156°C / 312.8° Fahrenheit
    Properties: Anti Inflammatory, Bronchodilator, Stimulant, Antibiotic, Antineoplastic, AChE inhibitor


    α-Terpineol

    Boiling point: 217-218°C / 422.6-424.4° Fahrenheit
    Properties: Sedative, Antibiotic, AChE inhibitor, Antioxidant, Antimalarial


    Terpineol-4-ol

    Boiling point: 209°C / 408.2° Fahrenheit
    Properties: AChE inhibitor. Antibiotic


    p-Cymene

    Boiling point: 177°C / 350.6° Fahrenheit
    Properties: Antibiotic, Anticandidal, AChE inhibitor


    Borneol

    Boiling point: 210°C / 410° Fahrenheit
    Properties: Antibiotic


    Δ-3-Carene

    Boiling point: 168*C / 334.4° Fahrenheit
    Properties: Anti Inflammatory

    Flavonoid and Phytosterol Components of Cannabis


    Apigenin

    Boiling point: 178°C / 352.4° Fahrenheit
    Properties: Anxiolytic, Anti Inflammatory, Estrogenic


    Quercetin

    Boiling point: 250°C / 482° Fahrenheit
    Properties: Antioxidant, Antimutagenic, Antiviral, Antineoplastic


    Cannflavin A

    Boiling point: 182°C / 359.6° Fahrenheit
    Properties: COX inhibitor, LO inhibitor


    β-Sitosterol

    Boiling point: 134°C / 273.2° Fahrenheit
    Properties: Anti Inflammatory, 5-α-reductase, inhibitor





    Rating: 4.8/5 (163 votes cast)









    Decarboxylating Cannabis: Turning THCA into THC, 4.8 out of 5 based on 163 ratings





    POSTED IN
    » Cooking, Medical Marijuana


    About the author: Rambo View all posts by Rambo

    I’m just your average Joe from a small town in the northern California hills. I’ve spent half my life growing marijuana and I’m still no expert. It’s been a bumpy but fun ride. Now it’s time to hang up my farmers hat. These days I’m chasing around the real experts with a laptop in one hand and a video camera in the other.
    Manipular informação é uma forma de censura


  2. Los siguientes 7 Usuarios dan las gracias a Harvest*Time por este Post:

    BAMBOOM (20/07/2014), Beckenbauer (14/07/2014), BoBrasileiro (30/06/2015), cuiajah (14/07/2014), jonny_oli (23/01/2015), M4C0NH31R05 (13/01/2015), Trich Lover (18/07/2014)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    20 Sep, 09
    Ubicación
    Uzbequistão
    Mensajes
    2,337
    Gracias
    21,866
    6,450 gracias recibidas en 2,001 Posts
    Mencionado
    166 Mensaje(s)
    Etiquetado
    75 Tema(s)
    Citado
    353 Mensaje(s)

    Re: Descarboxilizando a cannabis: transformando THCA em THC

    Google Tradutor


    ----------------------------------------------



    Descarboxilação Cannabis: Turning THCA em THC

    Rambo: 14 de agosto de 2012 262


    No outro dia fui convidado por um conhecido porque a tintura que eles estavam fazendo tinha muito pouco, se algum, efeito medicinal ou psicoativa perceptível. Eles juraram que seguiu o mesmo processo encontrado em um livro sobre como fazer comestíveis e embebido a cannabis em alta prova por semanas, mas a tintura simplesmente não funciona.


    A resposta foi simples, mas que muitos na indústria da cannabis não entendo. Um passo adicional muito importante e necessário tinha sido esquecido. Cannabis usada para fazer tinturas, bem como outros produtos de cannabis comestíveis requer descarboxilação. De pedindo em torno Tenho a sensação de que muitos de vocês só deixou escapar "diz que?"


    Então aqui está o negócio. THCA (Ácido Tetrahydrocannabinolic) é encontrada em abundância em crescimento e colhidas cannabis e é um precursor biossintético de THC (tetrahidrocanabinol). Uau, isso soa assustador como química orgânica, não é? É, portanto, para ambos os nossos benefícios, eu vou dar-lhe a versão estúpidos.


    A pesquisa sugere THCA tem efeitos anti-inflamatórios e neuroprotetores, mas não produz o efeito psicoativo que fazem você se sentir "alto". Este "alto" é a partir do THC canabinóide, dos quais pouco ou nenhum é encontrado quando cannabis está crescendo ou recém-colhidas.


    A descarboxilação é uma reação química que libera dióxido de carbono (CO2). Isso significa que uma reação química ocorre em que ácidos carboxílicos perder um átomo de carbono a partir de uma cadeia de carbono. Este processo converte THCA de THC, o composto muito amado com muitos efeitos medicinais e psicoativas. Quando os drys de maconha, que muito lentamente começa a descarboxilar e converte THCA de THC.


    A boa notícia é que não temos de esperar anos para a cannabis para descarboxilar. Podemos acelerar as coisas, juntamente com um processo que é muito mais simples do que você poderia esperar. Basta aquecer cannabis secas à temperatura correta para o tempo suficiente que libera dióxido de carbono e cria THC. Por que tantos de vocês nunca ouviu isso antes? Descarboxilação ocorre sem esforço extra quando cannabis é aquecida durante o ato de fumar ou vaporização. Também ocorre em algum grau quando cannabis é cozido em manteiga ou quando haxixe e kief são adicionados a uma receita favorita e depois cozido no forno.


    Ao fazer tinturas, a cannabis não é aquecido ou cozido, é simplesmente embebido em álcool elevada prova. A descarboxilação nunca acontece e você acaba com um produto com muita THCA e muito pouco THC. Esta pode ser uma boa para alguns sintomas, mas não vai produzir os resultados mais esperados.
    Configurando The Experiment

    Depois de explicar decarboxylation ficou claro por que a tintura era ineficaz. Naturalmente eles queriam saber como descarboxilar cannabis de forma rápida e facilmente, para que pudessem continuar com fazendo sua tintura. Eu sabia como fazê-lo, mas eu realmente precisava lerdo para um pouco para que eu pudesse dar-lhes a resposta melhor possível.

    É realmente tão fácil como o aquecimento da cannabis, mas por quanto tempo e em que temperatura? Se a cannabis é aquecido muito, corremos o risco de vaporização e perder alguns dos canabinóides importantes, terpenos e flavonóides, que têm propriedades medicinais. Ao mesmo tempo que queremos remover o CO2 tão rápida e eficazmente quanto possível.


    De acordo com um relatório publicado pela John M. McPartland e Ethan B. Russo "Cannabis e Marijuana Extratos:? Maior do que a soma de suas partes", os pontos de ebulição e ponto de vapor, portanto, dos principais canabinóides, terpenos e flavonóides variam de 246,2 ° e 435,2 ° Fahrenheit. Eu incluí uma lista substancial retirado deste relatório no apêndice deste artigo. Isto indica que ao ficar sob 246,2 ° Fahrenheit deve haver pouca ou nenhuma vaporização inadvertida de compostos de plantas que podem produzir benefícios medicinais. Eu preciso qualificar a declaração acima, dizendo que alguns terpenos realmente evaporar até certo ponto, enquanto a planta está crescendo e não há muito que pode ser feito sobre isso.


    Eu decidi realizar um pouco de uma experiência para ver se a minha hipótese estava correta. Eu tive alguns kief extra e aparar que eu tinha sido manter em depósito para um dia chuvoso. Eles trabalhariam perfeito para o experimento e não haveria grande perda se as coisas não saem como planejado.
    Passos fáceis para descarboxilação

    Fornos voltados ao consumidor nem sempre são exatas, então eu decidi atirar para uma temperatura de cerca de 240 decarboxylation ° Fahrenheit. Isso deve produzir resultados rápidos sem perder potência medicinal. 30 minutos parecia um número redondo para um primeiro teste e deve dar o kief e aparar muito tempo para chegar à temperatura.


    Kief tem uma tendência a bola para cima no saco, o que pode levar a temperaturas irregulares e, possivelmente, a descarboxilação desigual. Antes de colocá-lo no forno, eu soltou os aglomerados com um garfo. Enquanto a maioria da guarnição já estava bastante dividido a partir de seu tempo no copo kief, ainda havia alguns budlets na guarnição que eu queria quebrar.


    A poucos minutos no Cuisinart funciona muito bem para quebrar guarnição e também funciona bem em botões se você tem um monte de articulações para rolar. A estática do plástico separados alguns kief baixo grau que vagamente se agarrou a tampa da Cuisinart. Eu escovei esta de volta para a guarnição.


    Eu coloquei uma pedra de pizza na prateleira do meio do forno e coloque no forno para assar em marcar o mais próximo a 240 ° Fahrenheit possível. Fornos perder uma grande quantidade de calor quando a porta é aberta e, por vezes, os picos de temperatura com pouca explicação. A pedra de pizza absorve o calor e ajuda a manter uma temperatura constante. A fim de controlar a minha temperatura com precisão eu usei um termômetro com um fio resistente ao calor. Eu coloquei o termômetro sobre a pedra de pizza ea leitura digital no balcão ao lado do forno onde poderia ser monitorado.


    Uma vez que a temperatura chegou a cerca de 240 ° e não parecem estar aumentando eu coloquei uma pequena tigela de pirex kief e outro da guarnição na pedra pizza. Eu defini o meu timer para 30 minutos e continuou a monitorar a temperatura. A Pyrex prato de lasanha seria perfeito para maiores quantidades. Como esperado, a temperatura caiu de alguns graus de abertura da porta e, em seguida, voltou-se a temperatura. Ao longo da meia hora a temperatura subiu e caiu várias vezes, sem motivo aparente, mas ficou entre 229 ° e 245 ° Fahrenheit.


    Depois de 30 minutos eu removi ambos os recipientes pirex com um mit forno e colocou-os em cima do balcão para esfriar. Tanto o kief ea guarnição tinha visivelmente afofou e exalava um cheiro levemente torrado. Eu levei alguns gramas de cada um e embalado-los para testes de laboratório.


    Voltei os pratos pirex ao forno e definir o temporizador por mais meia hora. Eu tinha certeza que 30 minutos tinha sido suficiente para descarboxilar principalmente o kief e caimento, mas apenas no caso eu queria um teste de backup em uma hora. De qualquer maneira eu tive que ser paciente e esperar alguns dias para que os resultados do teste para voltar.
    Resultados de Experiência Descarboxilação

    Os gráficos a seguir mostram os resultados do de 30 minutos e 60 minutos experimentos descarboxilação. Também estão incluídos os resultados do laboratório de testes feitos antes de qualquer decarboxylation artificial para estabelecer um ponto de partida. Note-se que por causa da idade, tanto da kief e da guarnição, descarboxilação tinha começado a ter lugar em algum grau naturalmente. Isto pode não ser o seu ponto de partida, mas não deve afetar os resultados do experimento muito.
    inutilidade

    Como você pode ver a partir dos dois gráficos, 30 minutos não foi suficiente para completamente descarboxilar tanto o kief ou a guarnição. Aos 30 minutos que o kief foi cerca de 90% descarboxilado mas a guarnição foi apenas cerca de 60% descarboxilada. Esta diferença é provavelmente porque a guarnição teve um maior teor de umidade inicial. Aos 60 minutos no entanto, ambas as amostras Keif e guarnição estavam perto o suficiente para 100% descarboxilação para minha satisfação.


    Portanto, você tem isso. 240 ° F por 60 minutos deve ser suficiente para descarboxilar qualquer cannabis com um teor relativamente baixo de umidade. Para o material com elevado teor de humidade, o tempo pode ser prolongado, mas a temperatura não deve ser aumentada. Se você está preocupado com a perda de compostos orgânicos, abaixe o fogo pode ser usado, mas o tempo deve ser estendido para compensar.
    resultados interessantes

    Tal como acontece com a maioria dos experimentos, os resultados muitas vezes levar a novas perguntas. Aqui estão alguns descoberta inesperada que pode levar a futuros experimentos.


    O kief e aparar ambos parecem ter perdido alguns canabinóides totais após o segundo 30 minutos no forno. Alguns de vocês podem sugerir isto é de vaporização de ser a temperatura por muito tempo. Isso poderia ser verdade, pensei que eles eram da mesma planta que não eram as mesmas amostras exatas. Além disso testes de laboratório têm uma margem de erro, então eu não tenho certeza de que é uma suposição segura. Isto teria de ser testado com mais amostras para ter um veredicto sólido.


    Por alguma razão, o teor de humidade da guarnição testada mais elevada depois dos primeiros 30 minutos no forno. Eu não tenho idéia por que isso seria. Poderia ser apenas um acaso.

    Tbe CBDA não aparecem para converter a CDB durante a descarboxilação do THCA. Algumas outras pesquisas pode lançar alguma luz sobre este assunto.

    Apêndice - Cannabis canabinóides, terpenos e flavonóides

    Como eu mencionei acima, aqui está a lista de alguns canabinóides comumente encontrados, terpenos e flavonóides, que eu usei para pegar minha temperatura descarboxilação. Isto não é de forma alguma uma lista completa, mas é o melhor que eu poderia encontrar.




    Phytocannabinoids
    THC (Δ-9-tetra-hidrocanabinol)
    Ponto de ebulição: 157 ° C / 314.6 ° Fahrenheit
    Propriedades: euforizante, analgésicas, anti-inflamatórias, antioxidantes, antieméticos

    CBD (canabidiol)
    Ponto de ebulição: 160-180 ° C / 320-356 ° Fahrenheit
    Propriedades: ansiolíticos, analgésicos, antipsicóticos, anti-inflamatória, antioxidante, antiespasmódico

    CBN (Cannabinol)
    Ponto de ebulição: 185 ° C / 365 ° Fahrenheit
    Propriedades: oxidação, degradação, produtos, sedativos, antibióticos

    CBC (cannabichromene)
    Ponto de ebulição: 220 ° / 428 ° Fahrenheit
    Propriedades: anti-inflamatório, antibiótico, antifúngicos

    Δ-8-THC (Δ-8-tetra-hidrocanabinol)
    Ponto de ebulição: 175-178 ° C / 347-352,4 ° Fahrenheit
    Propriedades: Assemelha-se Δ-9-THC, Menos psicoativa, antiemético mais estável

    THCV (Tetrahydrocannabivarin)
    Ponto de ebulição: <220 ° C / <428 ° Fahrenheit
    Propriedades: analgésico, euforizante

    Terpenóides Essencial Componentes Óleo de Cannabis

    β-Mirceno
    Ponto de ebulição: 166-168 ° C / 330,8-334,4 ° Fahrenheit
    Propriedades: analgésica. Anti inflamatório, antibiótico, Antimutagenic

    β-cariofileno
    Ponto de ebulição: 119 ° C / 246.2 ° Fahrenheit
    Propriedades: anti-inflamatório, FITOPROTECTOR (mucosa gástrica), antimaláricas

    d-limoneno
    Ponto de ebulição: 177 ° C / 350.6 ° Fahrenheit
    Propriedades:? Agonistas canabinóides, potenciador imune, antidepressivo, Antimutagenic

    linalol
    Ponto de ebulição: 198 ° C / 388.4 ° Fahrenheit
    Propriedades: Sedativo, antidepressivos, ansiolíticos, potenciador imune

    pulegona
    Ponto de ebulição: 224 ° C / 435.2 ° Fahrenheit
    Propriedades: reforço de memória, dores de inibidor, Sedativo, antipirético

    1,8-cineol (eucaliptol)
    Ponto de ebulição: 176 ° C / 348.8 ° Fahrenheit
    Propriedades: AChE inibidor, Aumenta cerebral, o fluxo de sangue, estimulante, antibiótico, antiviral, anti inflamatória, antinociceptiva

    α-pineno
    Ponto de ebulição: 156 ° C / 312.8 ° Fahrenheit
    Propriedades: Anti inflamatórios, broncodilatadores, estimulantes, antibióticos, antineoplásicos, dor de inibidor

    α-terpineol
    Ponto de ebulição: 217-218 ° C / 422,6-424,4 ° Fahrenheit
    Propriedades: Sedativo, Antibiótico, AChE inibidor, Antioxidante, antimalárica

    Terpineol-4-ol
    Ponto de ebulição: 209 ° C / 408.2 ° Fahrenheit
    Propriedades: inibidores da acetilcolinesterase. antibiótico

    p-cimeno
    Ponto de ebulição: 177 ° C / 350.6 ° Fahrenheit
    Propriedades: Antibiótico, Anticandidal, dor de inibidor

    Borneol
    Ponto de ebulição: 210 ° C / 410 ° Fahrenheit
    Propriedades: antibióticos

    Δ-3-careno
    Ponto de ebulição: 168 * C / 334.4 ° Fahrenheit
    Propriedades: anti-inflamatório

    Flavonóides e fitoesteróis Componentes de Cannabis

    apigenina
    Ponto de ebulição: 178 ° C / 352.4 ° Fahrenheit
    Propriedades: ansiolíticos, anti-inflamatórias, estrogênicos

    A quercetina
    Ponto de ebulição: 250 ° C / 482 ° Fahrenheit
    Propriedades: antioxidante, antimutagênica, antivirais, antineoplásicos

    A Cannflavin
    Ponto de ebulição: 182 ° C / 359.6 ° Fahrenheit
    Propriedades: inibidores da COX, LO inibidor

    β-sitosterol
    Ponto de ebulição: 134 ° C / 273.2 ° Fahrenheit
    Propriedades: anti-inflamatório, 5-α-redutase, inibidor de
    Rating: 4.8 / 5 (163 votos)



    Descarboxilação Cannabis: Turning THCA em THC, 4.8 de 5 baseado em 163 avaliações



    Postado em Cooking », Medical Marijuana
    Sobre o autor: Rambo Ver todas as mensagens de Rambo

    Eu sou apenas a sua média Joe de uma pequena cidade nas montanhas do norte da Califórnia. Passei metade da minha vida cultivar maconha e eu ainda não sou nenhum expert. Tem sido uma viagem atribulada, mas divertido. Agora é hora de pendurar o meu chapéu agricultores. Esses dias eu estou perseguindo em torno dos verdadeiros especialistas, com um laptop em uma mão e uma câmera de vídeo na outra.
    Última edición por Harvest*Time; 14/07/2014 a las 01:14 AM
    Manipular informação é uma forma de censura


  4. Los siguientes 7 Usuarios dan las gracias a Harvest*Time por este Post:

    BAMBOOM (20/07/2014), Beckenbauer (14/07/2014), cuiajah (14/07/2014), jonny_oli (23/01/2015), M4C0NH31R05 (14/11/2014), Thulle (24/07/2014), Trich Lover (18/07/2014)

  5. #3
    Fecha de Ingreso
    06 Sep, 09
    Ubicación
    Caí da espaçonave.
    Mensajes
    1,642
    Gracias
    4,091
    6,731 gracias recibidas en 1,517 Posts
    Mencionado
    202 Mensaje(s)
    Etiquetado
    44 Tema(s)
    Citado
    254 Mensaje(s)

    Re: Descarboxilizando a cannabis: transformando THCA em THC

    Santo remédinho hein,
    eu demorei a perceber que o kief tinha que ser aquecido para se fumar, quando passei a manipular ele direito (descarboxilizar) o gosto e potenceia mudaram muito. O restante do meu material inclusive o óleo o próprio processo já se encarrega de transformar, o óleo aquece p caralho na panela.

    Gosto Muito

  6. Los siguientes 3 Usuarios dan las gracias a Thulle por este Post:

    Beckenbauer (24/07/2014), cuiajah (24/07/2014), Trich Lover (25/07/2014)

+ Responder Tema

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes