+ Responder Tema
Resultados 1 al 5 de 5

Tema: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    03 May, 12
    Ubicación
    Igreja São Terêncio Mackniana
    Mensajes
    1,089
    Gracias
    3,664
    4,830 gracias recibidas en 1,088 Posts
    Mencionado
    159 Mensaje(s)
    Etiquetado
    32 Tema(s)
    Citado
    283 Mensaje(s)

    Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    Anvisa libera importação ampla de canabidiol
    Agência voltou atrás da decisão de restringir compra a pacientes com epilepsia

    por Carol Knoploch
    15/10/2015 11:51 / Atualizado 15/10/2015 12:14


    Esperança. Óleo a base de canabidiol pode ser prescrito para pacientes desde que médio justifique a gravidade da condição do paciente e informe os tratamentos prévios que não controlaram a doença. - Fabio Seixo / Agência O Globo


    Pacientes de dores crônicas e de Parkinson poderão voltar a importar a substância, que, desde agosto, estava restrita a pedidos para o tratamento de epilepsias refratárias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mudou novamente o protocolo de importação do canabidiol e voltará a autorizar a compra excepcional para diversas patologias, não só para epilepsia.

    Desde 14 de agosto, após reunião com o Conselho Federal de Medicina ( CFM), a Anvisa passou a negar todos os pedidos não previstos na Resolução n º 2.113 do CFM, publicada em 16 de dezembro de 2014. O órgão médico regulamenta o uso compassivo ( tratamento ainda não totalmente avaliado, destinado a doentes que não têm outras opções) do canabidiol exclusivamente para epilepsias refratár ias aos tratamentos convencionais. A agência informou à época que só mudaria as regras se o CFM alterasse a resolução e, com isso, pacientes que sofrem de outras doenças, como Parkinson e dores crônicas, passaram a ter seus pedidos médicos negados.

    — Quando assumi a presidência, perguntei qual era o protocolo, e a área técnica me disse que era necessário seguir as normas do CFM. Há um debate em relação ao tema e, por isso, algumas dúvidas — comentou o presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, admitindo a nova liberação: — Analisando melhor a legislação em vigor, percebi que não há motivo para restringir a importação às epilepsias refratárias. Por isso, voltaremos a permitir a importação para outras doenças, em caráter excepcional, analisando caso a caso, com as justificativas do médico.CADASTRO MÉDICO PELO CFM

    A resolução 17 da Anvisa, publicada no Diário Oficial da União em 8 de maio de 2015, define os critérios e os procedimentos para a importação “de produto à base de canabidiol, por pessoa física, para uso próprio, mediante prescrição de profissional legalmente habilitado, para tratamento de saúde”. Segundo Barbosa, na última quinta- feira houve um painel de debates na Anvisa sobre o tema, no qual médicos discutiram o uso da substância para outras patologias.

    — Essas discussões são importantes porque o canabidiol não é um medicamento e ainda há poucas pesquisas sobre a sua eficiência — disse Barbosa, que acredita que é preciso que o médico justifique o pedido, incluindo avaliação da gravidade da condição do paciente, tratamentos prévios que não controlaram a doença e também a análise da relação entre o risco e o benefício no uso do produto solicitado.

    Pelo menos uma recomendação do CFM a Anvisa continuará a seguir: os médicos deverão ser previamente cadastrados em uma plataforma on- line, criada pelo CFM para este fim.

    — Voltou a ser o que era no início, mas a luta continua, porque queremos que haja uma produção nacional para baratear a compra e facilitar o acesso. Ainda é difícil importar devido à burocracia e também por causa da oscilação do dólar — declarou o médico Ricardo Ferreira, especialista em dor e que receita o canabidiol para alguns pacientes refratários aos tratamentos convencionais. — Já começamos a refazer os pedidos médicos que foram negados pela Anvisa.


    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/sa...#ixzz3ok3UVksd
    © 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

    Fonte:
    http://oglobo.globo.com/sociedade/sa...idiol-17782171

    Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
    Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
    http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...elaria-Mágica

  2. Los siguientes 3 Usuarios dan las gracias a Trich Lover por este Post:

    Beckenbauer (13/11/2015), Harvest*Time (20/10/2015), Thulle (27/10/2015)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    06 Sep, 09
    Ubicación
    Caí da espaçonave.
    Mensajes
    1,642
    Gracias
    4,091
    6,731 gracias recibidas en 1,517 Posts
    Mencionado
    202 Mensaje(s)
    Etiquetado
    44 Tema(s)
    Citado
    254 Mensaje(s)

    Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    A notícia da liberação para outras doenças só não é melhor pq já deveria ter sido tomada.
    Fiquei com dúvidas se é o CBD ou o THC que resolve dores. Ou os dois. hehehehe

    Gosto Muito

  4. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a Thulle por este Post:

    Beckenbauer (13/11/2015), Trich Lover (13/11/2015)

  5. #3
    Fecha de Ingreso
    18 Mar, 14
    Ubicación
    Interior de São Paulo
    Mensajes
    462
    Gracias
    2,400
    1,687 gracias recibidas en 445 Posts
    Mencionado
    35 Mensaje(s)
    Etiquetado
    6 Tema(s)
    Citado
    192 Mensaje(s)

    Thumbs up Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    BOMBA! Justiça brasileira legaliza maconha para uso medicinal

    Decisão de ontem da Justiça Federal do DF deu prazo de dez dias para a Agência de Vigilância Sanitária, que regula os medicamentos no país, retirar o THC da lista negra das substâncias proibidas. Isso já foi feito com o Canabidiol (CBD), em janeiro de 2015, por iniciativa da própria Anvisa. Mas o THC, princípio ativo responsável pelo barato da maconha, continua banido.
    A outra novidade é que, segundo a sentença, estão autorizadas a prescrição e a importação de Cannabis sativa L. “Agora, um médico pode prescrever a planta in natura“, diz Emílio Figueiredo, consultor jurídico do Growroom, associação que defende o cultivo para uso pessoal.
    A decisão é uma tutela antecipada: ou seja, o juiz ainda não proferiu sua decisão final sobre todos os pontos da ação. Mas antecipou a decisão sobre pontos que considera urgentes. Que são:
    • Reclassificar o THC. “Transferir, em dez dias, o THC da lista F2 do anexo da lei de drogas, que contém as substâncias psicoativas banidas, para uma lista de substâncias sujeitas à notificação de receita” – ou seja, ele passa a ser autorizado mediante prescrição médica.
    • Mudar, em dez dias, a portaria 344/98 para “permitir, por ora, a importação, exclusivamente para fins medicinais, de medicamentos e produtos que possuam como princípios ativos os componentes THC (TETRAHIDROCANNABINOL) e CDB (CANNABIDIOL), mediante apresentação de prescrição médica e assinatura de termo de esclarecimento e responsabilidade pelo paciente”.
    • Permitir a pesquisa e a prescrição “da Cannabis sativa L. e de quaisquer outras espécies ou variedades de cannabis, bem como dos produtos obtidos a partir destas plantas, desde que haja prévia notificação à ANVISA e ao Ministério da Saúde”.
    A ação do MPF também pediu a autorização de importação de sementes e do cultivo pessoal para uso medicinal. Essas demandas estão entre as que ainda não foram julgadas pelo juiz Marcelo Rebello, da 16a Vara de Justiça Federal do DF.
    Consultada, a Anvisa disse por meio de sua assessoria de imprensa que ainda não sabe se vai recorrer. “Não sabemos ainda. A Diretoria vai avaliar os efeitos da decisão e possíveis ações da Anvisa. Não temos uma resposta, até porque na verdade ainda não fomos sequer notificados, embora tenhamos acesso à decisão na internet.”
    Em janeiro, quando a Anvisa reclassificou o CBD, o então presidente da Anvisa Jaime Oliveira disse a este blog que “Sem dúvida nenhuma, a situação do THC tem que ser explorada e analisada“.
    Leia a decisão na íntegra. Decisão liminar ACP cannabis.


    fonte:http://super.abril.com.br/blogs/psic...desabril_super







    PLANTO_PRO_MEU_CONSUMO!!
    NÃO_VENDO!!
    NÃO_AO_TRAFICO!!

  6. El siguiente Usuario da las gracias a canabisblack por este Post:

    Trich Lover (13/11/2015)

  7. #4
    Fecha de Ingreso
    03 May, 12
    Ubicación
    Igreja São Terêncio Mackniana
    Mensajes
    1,089
    Gracias
    3,664
    4,830 gracias recibidas en 1,088 Posts
    Mencionado
    159 Mensaje(s)
    Etiquetado
    32 Tema(s)
    Citado
    283 Mensaje(s)

    Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    É o pessoal ta se movimentando....

    Pelo que eu soube parece que abriu uma jurisprudência ai, coisa nova....

    A Revivid CBD Hemp Brasil através da sua fundadora Keyla Santos, já atende há um bom tempo pacientes no Brasil.

    E agora pegaram a brecha na lei, acho que 10 mães entraram na justiça junto e chablau.

    O governo vai pagar 900 mil para a revivid fornecer medicina para 10 pacientes.

    Mas é isso ai que o governo quer, comprar de mega laboratórios, monopólio e blá blá blá.

    Mas uma hora nao vai dar mais pra ficar comprando de fora.....

    Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
    Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
    http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...elaria-Mágica

  8. El siguiente Usuario da las gracias a Trich Lover por este Post:

    johnnybgood (18/02/2016)

  9. #5
    Fecha de Ingreso
    24 Aug, 15
    Mensajes
    17
    Gracias
    0
    4 gracias recibidas en 2 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    1 Mensaje(s)

    Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    boa!!! agora só falta liberar para fazer o remedio em casa!!!

+ Responder Tema

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes