+ Responder Tema
Resultados 1 al 2 de 2

Tema: Ata da reunião

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    06 Apr, 15
    Mensajes
    734
    Gracias
    1,707
    1,862 gracias recibidas en 586 Posts
    Mencionado
    56 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    200 Mensaje(s)

    Ata da reunião

    Boas, pessoal. Aqui fica a ata da reunião, obrigado ao @Joaomx .

    Publicamos aqui a ata para o pessoal ir vendo como as coisas estão indo, mas acima de tudo para dizerem de vossa justiça. Sugiram temas para discussões futuras, façam perguntas, tirem conclusões, etc.

    Abraços!


    "Aos sete dias do mês de janeiro de dois mil e dezassete, com inicio às quinze horas, ----------------------------------------, sita na, realizou-se uma reunião entre quatro membros mais 2 pessoas, -------e ----- com o objetivo de comunicar fisicamente pela primeira vez, discutindo e debatendo a ordem de trabalhos, que é alusiva à apresentação dos membros, avaliação do panorama atual e discutir a situação relativa à constituição da associação.
    ****
    **** Iniciou-se a reunião com uma breve discussão da ordem de trabalhos enquanto era esperada a comparência de todos os elementos. Quando esta condição se verificou, deu-se inicio às intervenções sendo que o ------------ expôs principalmente ao Gonçalo Pessa o panorama politico atual, na sua ótica, bem como as motivações do projeto. Foram ainda abordadas algumas ideias de futuras propostas.

    Após terminada a intervenção do ------------, o Gonçalo consentiu que o Bloco de Esquerda está de acordo com o que foi dito, e que apoiam a legalização medicinal e recreativa dizendo que “vemos com muito bons olhos que surjam grupos a lutar por outra política para as drogas.” Foi ainda esclarecido que, por outro lado, podem haver fontes de alguma discórdia (Fruto do modelo do BE em contemplar a produção por instituições sem fins lucrativos) havendo, no entanto, abertura para debater um futuro modelo.

    Neste ponto, o @------------, iniciou o debate, ao tocar no ponto da volatilidade dos modelos, e em como todos têm prós e contras, fazendo analogias com os modelos de taxação de outras substâncias como o álcool ou tabaco, bem como dos atuais modelos e em como estes têm que contribuir para a ideal redação de um modelo que contemple uma ‘cirúrgica’ colagem e congregação das melhores vantagens de todos os modelos.

    ------------ complementou que apesar de estar correto, o que eventualmente terá mais peso na decisão do PS será o fator financeiro, onde claramente é necessária uma política que seja alternativa à atual, que prejudica o consumidor beneficiando os grupos de crime organizado e traficantes. Como resultado, teria que existir invariavelmente um modelo que se ajustasse ao mercado.

    Seguidamente, o ------------ salientou que na sua ótica, será primário pensar na liberdade pessoal, fundamentando assim a existência dos clubes sociais, enquanto que outras atividades comerciais que envolvam a Canábis, têm que ter uma efetiva distribuição da riqueza (lucros/taxas).

    O ------------ interpelou ainda o ------------, porta-voz do BE, questionando até que ponto as receitas previstas no artigo 14º do projeto de lei do Bloco de Esquerda são direcionadas, para que numa eventual redação de um decreto de lei, haja abertura para verificar até que ponto é possível ir ao encontro do que o ------------ disse acima.

    O ------------fundamentou ainda, salientando a importância desta conjunção de esforços, dada a multidisciplinariedade que será necessária para que a sintonia e eficiência entre a produção/regulação/legislação seja tão boa quanto possível.

    O ------------ falou ainda de exemplos passados, e referiu que na sua opinião a atual conjuntura política, é fundamental para o timing de uma eventual constituição de associação, bem como uma eventual receção por parte do BE (no dia da apresentação ou constituição por exemplo), como cortesia politica, mas também como forma de conseguir mediatização da associação.

    O ------------ falou ainda do panorama político favorável à esquerda, sendo que após alguns minutos, foi feita uma pausa, pois o ------------ teria que abandonar a reunião.

    Foi feita uma pequena pausa, onde foram discutidos ainda os lobbies e a sua atual prevalência, sendo que às 18:15 demos inicio à segunda fase da discussão, com o objetivo de rever os restantes pontos da Ordem de Trabalhos que não tinham sido ainda abordados.


    Desta forma, foram debatidas as nuances da constituição da associação, bem como o modelo espanhol, fazendo uma analogia para Portugal, e no eventual papel da associação num futuro modelo de legalização.


    Foram assim discutidos os estatutos, tendo sido concluído por unanimidade que será potencialmente mais vantajoso elaborar os estatutos com um objeto social genérico (tipo ONG, ou associação humanitária ) que nos permita ter uma ação mais versátil , que tenha, por exemplo, como finalidade: “O estudo, acompanhamento, divulgação e investigação (de adições / consumos / tendências ) . “

    Além disto fomos alertados para a eventualidade de uma recusa da 1ª opção de denominação, sendo que é melhor ter 2 ou 3 denominações de reserva, sendo que a palavra “Canábis” não é impeditiva, desde que seja contemplado o objeto social acima mencionado.

    Foi ainda concluído por unanimidade que apesar da possível disponibilidade de espaços com rendas simbólicas para a associação, neste momento poderá ser mais vantajoso ter uma sede social “fantasma” e um apartado associado.

    Foi ainda falada novamente na eventualidade de uma apresentação/aparição com o Bloco de Esquerda no parlamento, dado a comunicação social estar lá quase que em permanência, permitindo a mediatização.


    Foram ainda discutidas nuances políticas onde concluímos que será necessário, numa fase inicial, trabalhar para mudar a opinião pública, para que o setor político venha por arrasto. Neste sentido, é de todo o interesse que o fator/motivo monetário seja utilizado como ferramenta de mudança da opinião pública.

    O @------------falou também do financiamento, surgindo a hipótese de tentar levar a cabo eventos no qual os lucros revertam para a associação.

    Foi ainda discutida se seria realmente necessária a constituição de uma associação para termos uma boa organização, sendo que não foi consensual de ser esta a melhor opção nesta altura.

    Nos contactos a estabelecer, foi ainda falada de uma eventual presença nas escolas secundárias e faculdades.


    Lisboa, domingo, 8 de janeiro de 2017"

  2. Los siguientes 7 Usuarios dan las gracias a pedro_carnei por este Post:

    Green_Elf (01/02/2017), Green_Weed (12/01/2017), Joaomx (14/01/2017), Pedro.r (12/01/2017), ptfarmer420 (12/01/2017), Shariff (11/01/2017), Zurk (14/01/2017)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    21 Jun, 11
    Mensajes
    278
    Gracias
    555
    479 gracias recibidas en 175 Posts
    Mencionado
    32 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    49 Mensaje(s)

    Re: Ata da reunião

    O passo mais importante está dado. Parabéns a quem tornou esta primeira reunião possível

  4. Los siguientes 5 Usuarios dan las gracias a Shariff por este Post:

    Green_Elf (01/02/2017), Joaomx (12/01/2017), Pedro.r (12/01/2017), pedro_carnei (12/01/2017), Zurk (14/01/2017)

+ Responder Tema

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes