+ Responder Tema
Resultados 1 al 8 de 8

Tema: Uruguai um passo à frente

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    29 may, 16
    Mensajes
    46
    Gracias
    47
    48 gracias recibidas en 23 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    14 Mensaje(s)

    Uruguai um passo à frente

    Boas!!
    Ca esta, Uruguai a mostrar o exemplo. Avançam as inscrições para a compra legal de cannabis em farmácias por todo o pais.
    Qualquer cidadão Uruguaio que simplesmente queira comprar a tal "suruma" (cannabis) legalmente em farmácias só terá de se inscrever, gratuitamente, para poder faze-lo.
    Para cada consumidor registado, estarão disponíveis nas farmácias, 10g por semana e a compra pode ser dividida em 5g ou 10g. Todo o consumidor registado, poderá assim comprar e consumir em total legalidade.
    Apenas no primeiro dia de inscrições, ja se contabilizavam mais de 5 centenas de inscriçoes. Quanto aos campos de cultivo do governo sul americano, estes ja contavam com mais de 400Kg de erva para o novo sistema legal de cannabis.


    Na minha opinião é verdadeiramente o "estar um passo à frente", sem estigmas nem taboos em relação a este assunto.
    Seria bom, que países Europeus e nao só, que ainda nao pensaram no assunto de uma outra forma, o passassem a fazer...Com isto tenho outra questão...Sendo agora a consumação legal no Uruguai, o auto-cultivo fica 'out', ilegal, neste Pais?
    Que acha a comunidade deste passo dos Sul-Americans?

    JAHBless

  2. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a SteveG por este Post:

    Foxyhaze (08/05/2017), Pedro.r (07/05/2017)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    06 abr, 15
    Mensajes
    750
    Gracias
    1,745
    1,878 gracias recibidas en 593 Posts
    Mencionado
    56 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    204 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    Cita Iniciado por SteveG Ver Mensaje
    Boas!!
    Ca esta, Uruguai a mostrar o exemplo. Avançam as inscrições para a compra legal de cannabis em farmácias por todo o pais.
    Qualquer cidadão Uruguaio que simplesmente queira comprar a tal "suruma" (cannabis) legalmente em farmácias só terá de se inscrever, gratuitamente, para poder faze-lo.
    Para cada consumidor registado, estarão disponíveis nas farmácias, 10g por semana e a compra pode ser dividida em 5g ou 10g. Todo o consumidor registado, poderá assim comprar e consumir em total legalidade.
    Apenas no primeiro dia de inscrições, ja se contabilizavam mais de 5 centenas de inscriçoes. Quanto aos campos de cultivo do governo sul americano, estes ja contavam com mais de 400Kg de erva para o novo sistema legal de cannabis.


    Na minha opinião é verdadeiramente o "estar um passo à frente", sem estigmas nem taboos em relação a este assunto.
    Seria bom, que países Europeus e nao só, que ainda nao pensaram no assunto de uma outra forma, o passassem a fazer...Com isto tenho outra questão...Sendo agora a consumação legal no Uruguai, o auto-cultivo fica 'out', ilegal, neste Pais?
    Que acha a comunidade deste passo dos Sul-Americans?

    JAHBless
    Boas, SteveG,

    Tanto quanto sei, o autocultivo já era permitido (desde 2014?) muito antes deste registo nas farmácias estar em funcionamento. Até 6 plantas e 480g de erva seca.

    Seja como for, é uma boa notícia. Pessoalmente, não me agrada nada a questão de me ter de registar para fazer algo assim, mas enfim. A perfeição não existe

    Abraço!

  4. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a pedro_carnei por este Post:

    Foxyhaze (08/05/2017), SteveG (08/05/2017)

  5. #3
    Fecha de Ingreso
    13 mar, 17
    Mensajes
    77
    Gracias
    153
    100 gracias recibidas en 54 Posts
    Mencionado
    1 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    27 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    Isto é só a minha opinião mas acho que cada vez irá ser mais difícil para nós Portugueses entrar na corrida legal À Maria, há alguns anos que produzimos toneladas de cannabis e ópio em Portugal para industria farmacêutica Inglesa, Australiana e israelita, e temos mais umas quantas propostas a entrar neste ano para mais umas quantas, claro sempre estrangeiro e para o estrangeiro, já fiz esta pergunta a várias pessoas que não têm forma de responder, " como é que num pais que o consumo produção e venda é ilegal e se aprova culturas de centenas de hectares de produção de drogas para outros paises ? isto não será uma provocação ? além de que por lei é obrigatório o conhecimento dos locais pelo publico, coisa que não acontece em Portugal, sabe-se que é para o Alentejo mas de resto é segredo, quando um País reserva o direito de produzir algo ilegal no mesmo por terceiros e proíbe em sua casa o que isto me diz é que iremos continuar a fazer tudo o que a Inglaterra e Alemanha quiserem, o facto de a Monsanto ter registado este ano a patente da cannabis e se ter juntado à Bayer diz-me tudo o que preciso em relação a este tema, vamos pensar, a empresa dos transgénicos que mais cancros produz junta-se À empresa que mais medicamentos produz para o tratamento do cancro, dizendo agora que aquela planta é deles, foi noticiado por 2 universidades " Cambrige e Massachusetts " que tinham encontrado a cura para o cancro através de uma essência de cannabis, isto foi noticia apenas por 1 dia claro, mas 1 dia que fez mexer tudo em muito pouco tempo, portanto se nós vamos ter isto legal ? Não não vamos, no máximo poder consumir apenas medicinal mente mas nunca a produção caseira ou industrial Portuguesa

  6. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a Akaru por este Post:

    Foxyhaze (08/05/2017), SteveG (08/05/2017)

  7. #4
    Fecha de Ingreso
    06 abr, 15
    Mensajes
    750
    Gracias
    1,745
    1,878 gracias recibidas en 593 Posts
    Mencionado
    56 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    204 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    Cita Iniciado por Akaru Ver Mensaje
    portanto se nós vamos ter isto legal ? Não não vamos, no máximo poder consumir apenas medicinal mente mas nunca a produção caseira ou industrial Portuguesa
    Boas, Akaru.

    Talvez tenhas razão, e há muita gente a pensar como tu. De facto, se não criarmos expectativas menos tenebrosas em relação ao futuro, estaremos mais preparados para aceitar que tudo piore ou fique igual. Acaba por ser mais cómodo do ponto de vista emocional. Evitamos a desilusão. Mas como em tudo na vida, há um preço a pagar por isso.

    Abraço!

  8. Los siguientes 3 Usuarios dan las gracias a pedro_carnei por este Post:

    Campino (09/05/2017), Foxyhaze (08/05/2017), SteveG (08/05/2017)

  9. #5
    Fecha de Ingreso
    29 may, 16
    Mensajes
    46
    Gracias
    47
    48 gracias recibidas en 23 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    14 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    Cita Iniciado por pedro_carnei Ver Mensaje
    Boas, SteveG,

    Tanto quanto sei, o autocultivo já era permitido (desde 2014?) muito antes deste registo nas farmácias estar em funcionamento. Até 6 plantas e 480g de erva seca.

    Seja como for, é uma boa notícia. Pessoalmente, não me agrada nada a questão de me ter de registar para fazer algo assim, mas enfim. A perfeição não existe

    Abraço!
    Boas pedro_carnei
    eheh pois atraso meu nao estava a par dessa informação.
    Eu consigo concordar com o registo de consumação desde que este de a total liberdade ao consumidor para produzir e sustentar a sua auto-suficiência no seu puro significado.

    Positive Hugs

    Cita Iniciado por Akaru Ver Mensaje
    Isto é só a minha opinião mas acho que cada vez irá ser mais difícil para nós Portugueses entrar na corrida legal À Maria, há alguns anos que produzimos toneladas de cannabis e ópio em Portugal para industria farmacêutica Inglesa, Australiana e israelita, e temos mais umas quantas propostas a entrar neste ano para mais umas quantas, claro sempre estrangeiro e para o estrangeiro, já fiz esta pergunta a várias pessoas que não têm forma de responder, " como é que num pais que o consumo produção e venda é ilegal e se aprova culturas de centenas de hectares de produção de drogas para outros paises ? isto não será uma provocação ? além de que por lei é obrigatório o conhecimento dos locais pelo publico, coisa que não acontece em Portugal, sabe-se que é para o Alentejo mas de resto é segredo, quando um País reserva o direito de produzir algo ilegal no mesmo por terceiros e proíbe em sua casa o que isto me diz é que iremos continuar a fazer tudo o que a Inglaterra e Alemanha quiserem, o facto de a Monsanto ter registado este ano a patente da cannabis e se ter juntado à Bayer diz-me tudo o que preciso em relação a este tema, vamos pensar, a empresa dos transgénicos que mais cancros produz junta-se À empresa que mais medicamentos produz para o tratamento do cancro, dizendo agora que aquela planta é deles, foi noticiado por 2 universidades " Cambrige e Massachusetts " que tinham encontrado a cura para o cancro através de uma essência de cannabis, isto foi noticia apenas por 1 dia claro, mas 1 dia que fez mexer tudo em muito pouco tempo, portanto se nós vamos ter isto legal ? Não não vamos, no máximo poder consumir apenas medicinal mente mas nunca a produção caseira ou industrial Portuguesa
    Boas Akaru, obrigado por passares e deixares a tua opinião. A verdade é que acabas de suscitar um tema para uma boa partilha de ideias.
    Concordo plenamente com o que referiste, essa é a segregação contra a qual centenas de activistas e prós-legalização combatem 'all around the globe' né. Num resumo alargado, é assim que funcionam e compactuam as grandes empresas dos fármacos com os governos, extraindo da ilegalidade uma conclusão legal aos olhos dos cidadãos. O mesmo se compara com as maiores causas de morte, em casa, na rua, nas estradas...E todos nos conhecemos bem as causas : Álcool & Tabaco, a mix legal 'perfeita'. Confesso que já me tinha questionado acerca do que disseste em relação aos campos já existentes em Portugal, para claro, exportação da 'ilegalidade' e tal como tu, nao consigo suster compreensão nessa matéria quando chego aquela conclusão do "epah, mas espera ai.."
    O mesmo se passa com Álcool e tabaco. Pergunto-me no que de bom contém esses dois 'bodes' para a sociedade...Adicçao? Vícios que levam as pessoas consumidoras dos mesmos, a prejudicar a saúde (para eles ganharem nos blocos de urgências? Nos centros de saúde? Nas farmácias?), para as pessoas investirem mais neles por vezes de que no próprio conforto, em sua própria casa? Na minha visao destas coisas, tudo se resume a uma coisa..Gerador de fundos , de dinheiro, baseados em pseudo-ilegalidades como forma de extorsão financeira aos cidadãos. Uma coisa leva às outras, se me faço entender.
    Apesar de tudo isto que foi referido, eu acredito que, com a progressão no tal "estrangeiro fortuito", países como o nosso nao terao ou nao deverao ficar para trás, já que sem nos assim dizendo, os factores produtivos e de expansão na qualidade de produção da cannabis, diminuirão. Os interesses de quem promove a 'legalidade pela ilegalidade' nao se irao arrebatar...
    Por isso eu acho que sim, um dia talvez próximo os estigmas mudem de face e face às exigências do mundo actual. Mundo esse onde se prefere cruzar legalidade x ilegalidade para gerar um futuro ao invés de duas espécies de plantas naturais que nascem da terra nao para ser uma causa de morte ou a primeira causa de morte, mas para talvez darem ao consumidor uma outra vertente,uma outra forma de poder levar a vida, a saúde e o bem-estar. Para muitos, dinheiro gera mais dinheiro e Buds...Buds...Esses dao a possibilidade de uma alternativa, quando o que é "ilegal" para um possa ser "legal" para o outro.
    Buds dao a possibilidade de viver de uma outra forma para um outro fim. Não falo na moca, não. Refiro-me essencialmente a conclusões e acções em relação a problemas que surgem na vida de cada um ou até mesmo na felicidade de cada um, se poder chama-lo assim.

    JahBless

  10. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a SteveG por este Post:

    Akaru (08/05/2017), Foxyhaze (08/05/2017), Pedro.r (08/05/2017), pedro_carnei (08/05/2017)

  11. #6
    Fecha de Ingreso
    13 mar, 17
    Mensajes
    77
    Gracias
    153
    100 gracias recibidas en 54 Posts
    Mencionado
    1 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    27 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    Atenção não estou de qualquer forma contra a legalização, pelo contrário claro mas quanto a isso tenho também algo a dizer, foi levado a assembleia várias vezes o tema da legalização e produção de cannabis, sempre pelos mesmo partido politico, mais recentemente com o apoio de mais outro partido, agora eu pergunto não só para o cannabis visto ser o forum deste mas para tudo o que nos é importante para as nossas vidas, e votar quando é necessário ? porquê teimarem com uma cor politica que nada tem feito pelo país se não favorecerem-se e aos amigos, e os " tugas " continuam a bater na mesma cor, laranja, vermelho, laranja, vermelho, a única vez que uma destas cores fala da tal legalização é nas alturas de eleições pois sabem que ganham imensos votos, digo uma cor porque a outra nem precisa disso, e nada passam de promessas após eleitos, esta é a história em Portugal, tenho perto de 50 anos e vivo estas estratégias há muitos anos, o problema é que grande parte dos jovens não liga à politica e o futuro deste e qualquer pais são os jovens, quando se houve em qualquer esquina que " são todos a mesma treta " e por isso nem se dão ao trabalho de votar, nem que mesmo em desacordo ou sem opinião por qualquer candidato, votem em branco assim já não dão o voto à maioria e como o próprio nome indica quer dizer que nenhum dos candidatos o satisfaz, isto faz haver novas eleições e aì poderem lutar pelo que acreditam e necessitam para um melhor nível de vida.
    Só mudará alguma coisa se as próprias pessoas mudarem de mentalidade, sem mudarem de mentalidade em relação à politica não vão mudar em nada todo o resto.
    Steveg, parabéns pelo comentário , respect
    Pedro, como disse sou a favor da legalização não só para o cannabis como para qualquer assunto relacionado com o livre arbitrio de um ser humano, com isto digo que cada um sabe da sua vida e o que faz dela, ele paga por isso e sofre ou não por tais decisões, hey eu sou a favor da eutanásia meus amigos, mas de quem é a vida ? quem é que paga as minhas contas ? quem é que paga por estar vivo ? nós, se achas comodismo não percebeste o que tencionei dizer, aliás faço tratamentos voluntariamente em hospitais para pessoas em fase terminal e muitos deles derivado a drogas tb, se posso ajudar porque tenho o know how porque não ? comodismo é não fazer nada quando é oportuno fazer " eleições "

  12. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a Akaru por este Post:

    Foxyhaze (08/05/2017), pedro_carnei (08/05/2017)

  13. #7
    Fecha de Ingreso
    06 abr, 15
    Mensajes
    750
    Gracias
    1,745
    1,878 gracias recibidas en 593 Posts
    Mencionado
    56 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    204 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    @Akaru ,

    Na minha perspetiva, só pelo facto de cultivares e partilhares connosco os teus saberes e ideias, já fazes mais do que a grande maioria dos consumidores de canábis. Não é disso que se trata. Só me custou mesmo ler a tua última frase, em que dizias que não havia esperança para a legalização do cultivo caseiro em Portugal. Eu ainda tenho esperança de ver pelo menos o autocultivo legalizado.

    Quanto à Bayer e à Monsanto, são poderosos e terríveis, sim. Mas o que eles querem é que nós nos sintamos intimidados pelo poder deles, tipo: "se a Bayer e a Monsanto já patentearam a canábis, estamos perdidos e não há nada a fazer". Nada os torna mais poderosos do que a nossa sensação de impotência. É verdade que os governos se vergam perante estas mutinacionais, mas isso só nos devia dar mais vontade de não aceitar o estado atual das coisas. Acho que devemos guardar e trocar entre nós sementes de tudo, não só de canábis. Se algum dia chegarem a patentear as sementes de tudo e mais alguma coisa, e se proibirem a livre troca de sementes na UE, como já foi tentado, só nos resta desobedecer e preservar esse património. A propósito do tema deste tópico, se o Uruguai foi capaz de implementar um modelo de legalização bastante razoável, que contempla o autocultivo, mesmo sendo um dos países mais pobres da América Latina, porque é que em Portugal não havemos de o conseguir?

    Sem dúvida que a Terra Verde, a GW Pharmaceuticals e as outras empresas que cá querem investir vão estar contra o autocultivo, mas sendo assim toca-nos mostrar (como tu fazes, ao confrontar pessoas com aquelas excelentes perguntas) o absurdo e injusto da situação. Mais tarde ou mais cedo, esse absurdo torna-se insutentável.

    De resto, estou de acordo com quase tudo o que dizes.

    Um abraço e obrigado pela troca de ideias!

  14. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a pedro_carnei por este Post:

    Akaru (09/05/2017), Foxyhaze (08/05/2017), Pedro.r (08/05/2017), SteveG (09/05/2017)

  15. #8
    Fecha de Ingreso
    29 may, 16
    Mensajes
    46
    Gracias
    47
    48 gracias recibidas en 23 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    14 Mensaje(s)

    Re: Uruguai um passo à frente

    Cita Iniciado por Akaru Ver Mensaje
    o problema é que grande parte dos jovens não liga à politica e o futuro deste e qualquer pais são os jovens, quando se houve em qualquer esquina que " são todos a mesma treta " e por isso nem se dão ao trabalho de votar, nem que mesmo em desacordo ou sem opinião por qualquer candidato, votem em branco assim já não dão o voto à maioria e como o próprio nome indica quer dizer que nenhum dos candidatos o satisfaz, isto faz haver novas eleições e aì poderem lutar pelo que acreditam e necessitam para um melhor nível de vida.
    Só mudará alguma coisa se as próprias pessoas mudarem de mentalidade, sem mudarem de mentalidade em relação à politica não vão mudar em nada todo o resto.
    Pois é Akaru
    Totalmentede acordo com o que referiste. Muitas dos retrocessos ou estagnações em relação a esta matéria de legalização é a atitude tomada por uma maioria pro-legalização, digo maioria referindo-me aos mais jovens.
    Se formos abrir um inquérito, falando da Cannabis de uma forma mais precisa, de uma forma mais 'funda', poucos serao os que te responderão claramente ou precisamente. A não se que la está, se questione acerca da mocas ou da consequente reacção pós-consumação.
    O que a malta quer, e é deveras o que entristece quem tem paixão por uma cultura como esta, é usar a verdade para tudo e mais alguma coisa, não medindo por vezes o peso do good&evil.
    Por estas e tantas outras razoes, eu felicito a criação por exemplo da Cannativa em Portugal e aproveito para felicitar os criadores e developers desta associação, para mim, com todo sentido e possível peso nas decisões e relação às matérias Cannabicas em Portugal. Porque é disso que precisamos, é de argumentação, não imaturidade.
    Será sem duvida uma porta que se abrirá(nem que pelo dialogo), graças à Cannativa e claro, esperando ansiosamente que "coisas aconteçam" positivamente para o nosso lado.

    JahBless

  16. Los siguientes 4 Usuarios dan las gracias a SteveG por este Post:

    Akaru (09/05/2017), balthorflore (09/05/2017), Pedro.r (09/05/2017), pedro_carnei (09/05/2017)

+ Responder Tema

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes