+ Responder Tema
Resultados 1 al 3 de 3

Tema: Avaliação Dos Diferentes Meios De Cultivo Hidroponicos

  1. #1
    Fecha de Ingreso
    03 Feb, 05
    Ubicación
    Brasil
    Mensajes
    2,033
    Gracias
    1,143
    3,633 gracias recibidas en 865 Posts
    Mencionado
    125 Mensaje(s)
    Etiquetado
    81 Tema(s)
    Citado
    68 Mensaje(s)

    Post Avaliação Dos Diferentes Meios De Cultivo Hidroponicos

    name='Jahphael' date='Mar 22 2006, 03:04 PM' post='320830']
    1. INTRODUÇÃO
    Vários tipos de substratos podem ser utilizados para a produção de mudas no cultivo
    hidrôponico. Bandejas com células de tamanho diferentes, além da variedade de substratos artificiais e
    naturais disponíveis no mercado tem melhorado a qualidade das mudas e reduzido os custos. Com isto,
    tem aumentado a necessidade de informações técnicas do comportamento destes na produção de
    mudas. Em hidroponia, há restrições quanto ao uso de substratos que possam causar entupimento do
    sistema além de possibilitar a contaminação por patógenos. Atualmente estão disponíveis no mercado
    diversos tipos de substrato como: espuma fenólica, fibra de coco, vermiculita, matéria orgânica
    comercial e outros.
    O objetivo do presente trabalho é avaliar quatro substratos diferentes na produção de mudas de
    alface.

    2. MATERIAIS E MÉTODOS
    O experimento foi conduzido em estufa coberta com filme de polietileno transparente e com as
    laterais fechadas com tela sombrite, pertencente ao Núcleo de Agronomia da Alta Mogiana -IAC em
    Ribeirão Preto -SP.
    No experimento foram utilizados 5 tratamentos: FC- fibra de coco sem lavar, FCL- fibra de coco
    lavada, VC- vermiculita, MOC- matéria orgânica comercial e EF- espuma fenólica. O delineamento foi
    de blocos ao acaso, com quatro repetições. Cada bloco foi constituído por uma bandeja de isopor
    composta por 288 células e dimensões de 67,5 X 34,5 X 4,8cm, onde foram distribuídos os primeiros
    quatro substratos, mais a espuma fenólica colocada ao lado da bandeja. As parcelas foram compostas
    de 60 células, onde for semeada a cultivar de alface “Verônica”. Para a lavagem da espuma fenólica e
    a fibra de coco lavada, foi usada apenas água (3 vezes) para eliminação de sódio.

    Após aparecimento das folhas cotiledonares iniciaram-se as contagens das mudas emergidas,
    repetindo-se por três dias consecutivos. Aos quatro, oito e doze dias após a emergência foram
    coletadas e pesadas quatro plantas por repetição. Após a primeira pesagem da massa fresca, as mudas
    foram irrigadas com a solução nutritiva de Furlani (1998) na concentração de 50% da força iônica, na
    quantidade de 250mL para cada substrato 02 vezes ao dia , com exceção da Matéria Orgânica
    Comercial que recebeu apenas água, na mesma quantidade.

    3. RESULTADOS E DISCUSSÃO
    Na espuma fenólica e na matéria orgânica comercial as mudas emergiram mais rapidamente,
    enquanto a vermiculita e a fibra de coco sem lavar parece terem retardado a germinação (Quadro 1).
    Porém, na ultima contagem, não houve diferenças significativas entre os substratos, na percentagem de
    germinação. Apesar de não ter sido determinada a percentagem de umidade nos substratos durante o
    experimento, foi possível observar, através do escorrimento da água de irrigação, que tanto a espuma
    fenólica quanto a fibra de coco conseguiram reter mais água, enquanto a vermiculita retinha menos.
    Isso pode ter sido importante para o melhor desempenho dos substratos na germinação.
    Na matéria orgânica comercial, as mudas apresentaram crescimento mais precoce e mais
    acelerado do que nos demais substratos, especialmente no momento da última pesagem, justificando as
    características física, química e biológica de substrato não inerte ao fornecer nutrientes `as plantas,
    apesar da inconveniente possibilidade de contaminação do sistema hidropônico por microrganismos
    patogênicos e baixo poder de sustentação das plantas.
    A fibra de coco sem lavar, além de retardar a germinação, propiciou um crescimento menor das
    mudas, apesar de não significativo estatisticamente. Isso pode ter sido provocado pelas altas
    concentrações de sódio presentes na fibra de coco. A lavagem parece minimizar esses problemas.
    Apesar de não apresentarem o mesmo desenvolvimento que as da matéria orgânica comercial
    12 dias após a germinação, as mudas produzidas na espuma fenólica já estavam no ponto de ser
    transplantadas para os canais de pré-crescimento apenas três dias após a emergência, demonstrando a
    facilidade de manejo deste substrato em cultivo hidropônico. O lento desenvolvimento aliado a falta de
    estatura das mudas produzidas nos outros substratos para a auto-sustentação nos canais dificultaria este
    processo.
    A significância estatística do teste F para a variável massa fresca acumulada aumentou com o
    tempo (valores não mostrados), apesar de diminuir para a germinação, indicando que o maior acúmulo de massa fresca está relacionado à maior rapidez na germinação. Por outro lado, apesar de retardar, os
    substratos não inibem a germinação.

    Quadro1. Germinação e Crescimento de Mudas de Alface em Diferentes Substratos.
    Germinação Massa Fresca
    Substratos
    13/Jul 14/Jul 15/Jul 17/Jul 21/Jul 25/Jul
    --------------------- % -------------------- --------------------- g/4 plantas -----------------
    1 2
    FC 58,3 b 96,7 ab 98,3 ns 0,048 b 0,068 bc 0,215 b
    FCL 76,7 ab 96,7 ab 96,7 0,050 ab 0,080 bc 0,290 b
    VC 49,2 b 92,9 b 95,8 0,048 b 0,055 c 0,238 b
    MOC 79,2 ab 98,3 a 99,2 0,073 a 0,105 ab 0,460 a
    EF 89,2 a 97,5 ab 97,9 0,048 b 0,125 a 0,313 b
    Média 70,5 96,4 97,6 0,053 0,087 0,303
    1-
    FC: Fibra de coco sem lavar; FCL: Fibra de coco lavada; VC: Vermiculita; MOC: Matéria orgânica
    2-
    comercial; EF: Espuma fenólica ; Letras minúsculas comparam médias na mesma coluna pelo teste
    de Tukey a 5% e ns - não significativo ao nível de 5% pelo teste F.
    Em termos gerais, tanto a matéria orgânica quanto a espuma fenólica mostram-se como o
    substrato mais adequado para o cultivo hidropônico, principalmente aos 11 dias após o início da
    germinação, enquanto que a matéria orgânica comercial mostra-se melhor como substrato para a
    produção de mudas para cultivo convencional, em solo. Esses resultados estão de acordo com a
    proposta do IAC para a utilização de espuma fenólica na produção de mudas pelos produtores que
    trabalham com hidroponia (Furlani, 1998) .
    Quando considerados outros parâmetros, tais como custo e facilidade de manejo, a fibra de
    coco lavada pode ser uma alternativa também viável à produção de mudas para o cultivo convencional.

    4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

    FURLANI, P.R. Instruções para o Cultivo de Hortaliças de Folhas pela Técnica de Hidroponia
    NFT. Campinas, Instituto Agronômico de Campinas, 1998. 30 p. (boletim técnico, 168).

    ae galera... me deparei com esse texto na net e achei bem interesante essas informações... to começando a me meter na hidroponia e como ainda estamos um pouquinho no escuro acho q tudo é válido...

    outra...

    achei um vídeo na internet q explica passo a passo como construir um sistema hidroponico... muuuuito facil, completamente mastigado... qualquer um saca na hora como fazer....

    é um arquivo de uns 750 megas e tá em ingles (apesar de não ter ruido/musica/ ou qualquer outra palhaçada que atrapalhe entender oq o cara fala) ... mas vale muuuuito a pena...

    quem quiser baixar, o nome do arquivo do emule é:

    I grow chronics
    eu aconselho...

    paz...
    http://www.growroom.net/board/index.php?showtopic=22918

    abraço a todos e valeu Jahpha
    [COLOR=#fafafa !important]

  2. Los siguientes 5 Usuarios dan las gracias a Verdim por este Post:

    canabisblack (23/05/2014), chiconha (18/10/2013), Chuin (12/08/2012), ge b (12/07/2012), Jim*Morrison (03/11/2011)

  3. #2
    Fecha de Ingreso
    12 Nov, 11
    Mensajes
    20
    Gracias
    0
    13 gracias recibidas en 9 Posts
    Mencionado
    0 Mensaje(s)
    Etiquetado
    0 Tema(s)
    Citado
    7 Mensaje(s)

    Crying Re: Avaliação Dos Diferentes Meios De Cultivo Hidroponicos

    Cita Iniciado por Verdim Ver Mensaje
    kara eu keria cultivar som espuma fenolica como eu faço qual produtos ferts de usar
    kero germinar vegetar e florir com espuma fenolica vc sabe explica?:: Confuso:

  4. Los siguientes 2 Usuarios dan las gracias a tfgialves por este Post:

    chiconha (18/10/2013), Thulle (28/08/2012)

  5. #3
    Fecha de Ingreso
    06 Sep, 09
    Ubicación
    Caí da espaçonave.
    Mensajes
    1,642
    Gracias
    4,091
    6,731 gracias recibidas en 1,517 Posts
    Mencionado
    202 Mensaje(s)
    Etiquetado
    44 Tema(s)
    Citado
    254 Mensaje(s)

    Re: Avaliação Dos Diferentes Meios De Cultivo Hidroponicos

    Eu já vi dos cubos menores em loja de hidroponia por aqui no Brasil mesmo. Mas os cubos maiores eu tô por fora, um meio que para mim foi muito proveitoso fou misturar perlita com sunshine mix na proporção de 75% perlita e 25% sunshine, os resultados foram de cultivo hidropônico.

    Para alimentar nessa mídia que é inetre, não possui alimento, eu usei Flora nova (grow e bloom) da GHE como base além de outros aditivos como calmag e supertrhive entre outros aditivos.

    Com o que vc pensa em alimentar essas danadas.

    Gosto Muito

+ Responder Tema

Temas Similares

  1. Artigos Científicos Sobre a Cannabis
    Por W. Bonner en el foro Cultivo Avançado e Genética
    Respuestas: 17
    Último Mensaje: 15/06/2013, 12:17 PM
  2. ultimo capítulo de la historia del cannabis
    Por Isidro Marin en el foro Todo "se" vale
    Respuestas: 4
    Último Mensaje: 15/02/2002, 19:25 PM

Usuarios Etiquetados

Permisos de Publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes