Anuncio

Colapsar

Anúncios, tráfico, venda/troca de sementes, spammers, trolls e etc...

Galera,

Nessa semana eu apaguei as mensagens de um spammer querendo criar grupos de whatzapp.

Como o fórum está pouco movimentado, consequentemente os moderadores não necessitam de uma participação tão ativa. Portanto, casos assim talvez demorem uns dias para serem resolvidos.

Por favor, aqui é todo mundo grandinho o suficiente para não cair no conto do vigário de anúncios, tráfico, venda/troca de sementes, spammers, trolls e etc...


Atenciosamente,
Moderação CCBR
Ver más
Ver menos

Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

Colapsar
X
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • #16
    Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

    Mensagens retiradas do facebook da igreja


    Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil


    Domingo
    Amigos... inacreditável que isto esteja ocorrendo em pleno século 21!
    Inacreditável estarmos vivendo um período de trevas tão densas...
    Horror!!!!

    O juiz acatou a denúncia do promotor e incluiu as testemunhas de defesa como co-autores do crime de associação para o tráfico.
    Nos dizeres do juiz:
    Há nos autos prova da materialidade do delito seis mil, seiscentos e oitenta e cinco gramas de maconha.Também há indícios suficientes de autoria.Com efeito, ouvida em juízo como testemunha arrolada pela Defesa, Luciente Tratfisch Cavalaro afirmou que também ajudava no plantio e colheita da erva cannabis sativa, ou nas suas palavras, Acho que já tirei umas preguinhas (sic).Também arrolados pela Defesa como testemunhas, Bruno Cortez e Samir Gabriel Martins teriam deixado claro que participavam em mutirão no plantio, cuidados e colheita da erva.Recebo, pois, o aditamento à denúncia, designando novo interrogatório do réu para o dia 08 de março de 2013, às 13:30 horas

    __________________________________________________ ___________________________

    Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil

    Segunda
    NOVA INVASÃO POLICIAL À SEDE DA NIUBINGUI

    Registramos hoje mais uma invasão da Guarda Municipal de Americana à sede da Igreja Rastafári.

    Hoje pela manhã o cuidador da Igreja, Ras Samir, estava em suas atividades de manutenção na igreja quando ouviu o sino tocar, indicando a presença de alguém no portão.

    Diante de homens fortemente armados, viu-se na obrigação de abrir o mesmo.

    Os guardas alegando que uma denúncia anônima dava conta de que estaria acontecendo uma festa de carnaval ali, invadiram e remexeram o local com muito desrespeito e truculência.

    Nada foi encontrado.

    Com muita calma e compreensão da Alma Humana, nosso cuidador aproveitou para mostrar todo o local para esses policiais que, infelizmente, vivem na escuridão da ignorância e do preconceito.

    Patrulheiro protetor de amigo? De quem tem partido essas denúncias?

    #QUEIMA BABILÔNIA - SEUS DIAS ESTÃO CONTADOS#






    Comentario


    • #17
      Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

      Não há liberdade religiosa de fato no Brasil, se houvesse ateus não seriam discriminados, o sacramento Rasta seria respeitado...isso tudo faz parte de uma pequena inquisição contra minorias, dissidentes religiosos, se não for um "bom cristão", do mesmo tipo que apoiou a ascensão de Hitler na Alemanha, você sofre perseguição mesmo.

      Comentario


      • #18
        Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

        Relaxamento de prisão foi negado

        http://noticias.uol.com.br/cotidiano...ericana-sp.htm

        Comentario


        • #19
          Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

          Vergonhoso isso, mas o que esperar de um juiz regional desses, o preconceito desse povo está enraizado fundo galera, temos de esperar o STF agora...é nossa grande esperança.

          E um comentário, uma crítica à mídia, porra nem pra eles reconhecerem a religião rastafari, nem pra reconhecer o fato de que maconha é sacramento de uma religião milenar, precisam mesmo escrever "Igreja da maconha" na manchete? Pra vender jornal é bom, agora pra dar um mínimo de parcialidade a cobertura tem de levar nota zero.

          Valeu aí zedonato, por nos manter informados, esse caso é muito importante.

          Comentario


          • #20
            Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

            Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil

            há 23 horas


            Dia 08 de março, próxima quinta-feira, às 13:30 horas, haverá nova audiência do Caso Ras Geraldinho.
            A Niubingui estará em frente ao fórum para acompanhar a chegada do Ras.
            Agradecemos a galera que quiser comparecer.
            Rastafari.

            _______________________

            Infelizmente não vou poder comparecer à esta audiência, mas quem puder ir, é importante...

            No post da igreja está "
            Dia 08 de março, próxima quinta-feira", na verdade é 8 de março, próxima sexta-feira.

            Comentario


            • #21
              Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

              Originalmente publicado por Beginner420 Ver Mensaje
              Não há liberdade religiosa de fato no Brasil, se houvesse ateus não seriam discriminados, o sacramento Rasta seria respeitado...isso tudo faz parte de uma pequena inquisição contra minorias, dissidentes religiosos, se não for um "bom cristão", do mesmo tipo que apoiou a ascensão de Hitler na Alemanha, você sofre perseguição mesmo.
              "Oi? Como é que é mesmo?

              Acho que demorou um pouco até que ficasse claro para nós o significado da palavra maconheiro. Por certo intuíamos ser um qualificativo pouco lisonjeiro, mas não alcançávamos exatamente a coisa. Até porque o termo era empregado quase sempre como sinônimo de vagabundo e, mais raro, sujo.
              A gente morava em Monte Alto, no interior de São Paulo. Entre os meninos, havia basicamente dois tipos: os bonzinhos e os propensos a “descambar para o mundo das drogas”. As meninas não participavam. Elas eram boazinhas ou galinhas, como a Lubico, o caso mais grave da cidade.
              Havia um ou dois cabeludos na praça fazendo pulseirinhas trançadas que eram sistematicamente chamados de maconheiros. Os maconheiros, quase sempre, eram cabeludos, tinha isso também. No caso daqueles, não pareciam realmente muito chegados a um banho. E, apesar de inofensivos, nós não ousávamos chegar perto deles
              Nós, os “remediados”, começamos a juntar os pontos e mais ou menos chegamos à conclusão de que maconheiro também tinha um pouco a ver com pobre. Por que quem fuma maconha não estuda e quem não estuda não trabalha e acaba pobre fazendo pulseirinha trançada na frente da Matriz
              Daí que, muito mais tarde, quando fumamos o primeiro baseado, foi uma transgressão sem tamanho. Era a negação de nossos princípios basilares, o triunfo da rebeldia, enfim, a revolução. E nada acontecia. Nada. Era uma grande expectativa para saber o que iria acontecer e a coisa não acontecia.
              Até que um dia aconteceu. E aquilo volta e meia saía do controle, vinham umas alucinações e um medo pânico de morte, um gosto seco e às vezes de sangue na garganta. E depois uma fome incrível e uma vontade não fazer nada. Uma vontade de sentar e fazer pulseirinhas trançadas.
              Nada do que a gente pensava naquela onda servia para nada. Era, no registro marxista, contraproducente. Diferente do conhaque, por exemplo, que, aos poucos, fomos notando que nos deixava mais inteligentes. “Errado! Metade da melhor música do século 20 foi produzida sob o efeito”, uma convicção colocada amiúde em cima da mesa. A gente um pouco tinha obrigação de fazer parte daquilo.[/COLOR]
              Mas aí os maconheiros — a gente conhecia sobejamente o conceito e dominava tanto a “cultura” quanto um divertido jargão de entendidos – já tinham outro status. Eles estavam começando startups na Califórnia. Elas também começavam a fumar e havia um charme no ambiente, para além da fumaça.
              ]No começo da vida adulta a gente ouvia aqui ali resoluções e promessas de amigos que viam grande vantagem em “parar” ou “dar uma parada”. E encaretaram, mas continuaram enchendo a cara de álcool e tabaco. Talvez voltem atrás quando estiverem com os fígados entupidos de whisky.
              Outros amigos, mais resolvidamente, incorporaram como lazer sustentável. A medicina descobriu benefícios. O capitalismo americano era (e continua sendo) contra, o Clinton não tragou, o FHC intimamente queria liberar e só veio dizer agora; muito mais tarde o Obama, bem, você leu a biografia escrita pelo David Remnick?
              Estava instituído um glamour, um chique. Da marginalidade ao mainstream em, lá sei, três décadas?[/COLOR]
              O maconheiro passou a ser a única terceira via verdadeira. Se você ainda não percebeu, o proselistimo do maconheiro século 21 — cheiroso-patchouli, articulado, brilhante e super produtivo – é a única bandeira plausível, em parte por incorporar outras bandeiras: a economia verde, a defesa dos animais, a vida orgânica e natural, as marchas e todas as coisas que todo mundo que não seja um reacionário idiota deveria apoiar. Em parte também porque é um charme."
              "Espera só para ver aonde tudo isso vai dar." reportagem Oi? Como é que é mesmo?[COLOR=#000000 !important]Acho que demorou um pouco até que ficasse claro para nós o significado da palavra maconheiro. Por certo intuíamos ser um qualificativo pouco lisonjeiro, mas não alcançávamos exatamente a coisa. Até porque o termo era empregado quase sempre como sinônimo de vagabundo e, mais raro, sujo.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]A gente morava em Monte Alto, no interior de São Paulo. Entre os meninos, havia basicamente dois tipos: os bonzinhos e os propensos a “descambar para o mundo das drogas”. As meninas não participavam. Elas eram boazinhas ou galinhas, como a Lubico, o caso mais grave da cidade.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Havia um ou dois cabeludos na praça fazendo pulseirinhas trançadas que eram sistematicamente chamados de maconheiros. Os maconheiros, quase sempre, eram cabeludos, tinha isso também. No caso daqueles, não pareciam realmente muito chegados a um banho. E, apesar de inofensivos, nós não ousávamos chegar perto deles.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Nós, os “remediados”, começamos a juntar os pontos e mais ou menos chegamos à conclusão de que maconheiro também tinha um pouco a ver com pobre. Por que quem fuma maconha não estuda e quem não estuda não trabalha e acaba pobre fazendo pulserinha trançada na frente da Matriz.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Daí que, muito mais tarde, quando fumamos o primeiro baseado, foi uma transgressão sem tamanho. Era a negação de nossos princípios basilares, o triunfo da rebeldia, enfim, a revolução. E nada acontecia. Nada. Era uma grande expectativa para saber o que iria acontecer e a coisa não acontecia.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Até que um dia aconteceu. E aquilo volta e meia saía do controle, vinham umas alucinações e um medo pânico de morte, um gosto seco e às vezes de sangue na garganta. E depois uma fome incrível e uma vontade não fazer nada. Uma vontade de sentar e fazer pulseirinhas trançadas.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Nada do que a gente pensava naquela onda servia para nada. Era, no registro marxista, contraproducente. Diferente do conhaque, por exemplo, que, aos poucos, fomos notando que nos deixava mais inteligentes. “Errado! Metade da melhor música do século 20 foi produzida sob o efeito”, uma convicção colocada amiúde em cima da mesa. A gente um pouco tinha obrigação de fazer parte daquilo.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Mas aí os maconheiros — a gente conhecia sobejamente o conceito e dominava tanto a “cultura” quanto um divertido jargão de entendidos – já tinham outro status. Eles estavam começando startups na Califórnia. Elas também começavam a fumar e havia um charme no ambiente, para além da fumaça.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]No começo da vida adulta a gente ouvia aqui ali resoluções e promessas de amigos que viam grande vantagem em “parar” ou “dar uma parada”. E encaretaram, mas continuaram enchendo a cara de álcool e tabaco. Talvez voltem atrás quando estiverem com os fígados entupidos de whisky.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Outros amigos, mais resolvidamente, incorporaram como lazer sustentável. A medicina descobriu benefícios. O capitalismo americano era (e continua sendo) contra, o Clinton não tragou, o FHC intimamente queria liberar e só veio dizer agora; muito mais tarde o Obama, bem, você leu a biografia escrita pelo David Remnick?[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Estava instituído um glamour, um chique. Da marginalidade ao mainstream em, lá sei, três décadas?[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]O maconheiro passou a ser a única terceira via verdadeira. Se você ainda não percebeu, o proselistimo do maconheiro século 21 — cheiroso-patchouli, articulado, brilhante e super produtivo – é a única bandeira plausível, em parte por incorporar outras bandeiras: a economia verde, a defesa dos animais, a vida orgânica e natural, as marchas e todas as coisas que todo mundo que não seja um reacionário idiota deveria apoiar. Em parte também porque é um charme.[/COLOR]
              [COLOR=#000000 !important]Espera só para ver aonde tudo isso vai dar. http://vip.abril.com.br/blogs/epimen...rou-um-charme/[/COLOR]
              Editado por última vez por tfgialves; https://www.cannabiscafe.net/foros/member/148399-tfgialves en 12/03/2013, 18:39 .
              Apenas um Usuário de cannabis para aliviar as dores da fibromialgia,bursite,tendinite e calcificação muscular nos dois ombros!!!!!: Loco2:: Headbang:: Hoja:

              Comentario


              • #22
                Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                Saiu a sentença, acabaram de postar no facebook da igreja, vou colar aqui.

                Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil

                há 9 minutos
                Sentença do Ras Geraldinho:

                Ante o exposto, JULGO PROCEDENTE a ação penal para condenar o réu GERALDO ANTONIO BAPTISTA, vulgo "Geraldinho Rastafári" à pena de catorze anos, dois meses e vinte dias de reclusão, no regime inicial fechado, e dois mil, cento e trinta e dois dias multa, fixado o dia-multa no piso, como incurso nos artigos 33, parágrafo 1º, incisos II e III, e 35, c.c. artigo 40, inciso VI, todos da Lei n 11.343/2006, bem como para condená-lo no pagamento das custas processuais, que fixo em 100 UFESPs, nos termos da Lei Estadual nº 11.608/03. Recomende-se o réu na prisão onde se encontra. Nos termos do que dispõe o artigo 63 da Lei 11.343/2006 determino a perda do imóvel sequestrado (conforme descrição nos autos em apenso), em favor da União, devendo se proceder consoante os parágrafos do mencionado artigo após o trânsito em julgado da presente sentença.



                ___________________________

                Juizão ta de brincadeira...14 anos, 2 meses e 20 dias, sem comentários.
                Não sei direito como funciona, e agora? Como é o processo até chegar no STF?
                Editado por última vez por zedonato; https://www.cannabiscafe.net/foros/member/178361-zedonato en 13/05/2013, 22:46 .

                Comentario


                • #23
                  Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                  14 anos é um tapa na na nossa cara!


                  Ainda não liberaram a íntegra da sentença para sabermos como o Juiz chegou a esse cálculo...
                  sigpic
                  Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
                  Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
                  http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...aria-Mágica

                  Comentario


                  • #24
                    Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                    "determino a perda do imóvel sequestrado (conforme descrição nos autos em apenso), em favor da União,"


                    nossa ainda roubaram a casa do cara em favor da "Uniao" ?!?!?!!??!!??!!?!??!!?

                    afe

                    Comentario


                    • #25
                      Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                      Infelismente pela jurisprudencia aplicada no Brasil,ele vai perder na 1° e 2° instancia,talvez ganhe na 3° instancia!
                      Apenas um Usuário de cannabis para aliviar as dores da fibromialgia,bursite,tendinite e calcificação muscular nos dois ombros!!!!!: Loco2:: Headbang:: Hoja:

                      Comentario


                      • #26
                        Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                        Novidades pessoal:

                        Está previsto para o dia 28.1.2014 o julgamento do recurso de apelação do “Ras Geraldinho”
                        sigpic
                        Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
                        Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
                        http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...aria-Mágica

                        Comentario


                        • #27
                          Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                          dias tensos esse 28 e 29 .....


                          mas ontem o SL me chamou num lugar por ai.....disse que esta passando o dia em sua casa!!
                          e dorme a noite la
                          mulek de fibra esse, ensinou geral por la e seu apelido era e é agricultor!
                          #étudonosso
                          e
                          #omundoédosbudies
                          [COLOR=#fafafa !important]

                          Comentario


                          • #28
                            Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                            abusurdo extremo ne... o Ras foi pior que o SL, que alem da liberdade fisica e sentença duríssima, perdeu a casa confiscada pela "justiça".

                            Aqui nessas bandas, qualquer traficante pequeno de maconha quando cai fica preso mais de ano, ja se estiver praticando assaltos em serie a veículos e casas, com 10-15 dias estao soltando, como tenho visto em varios casos por aqui... Enfim, que nesse dia 28 prevaleça o minimo de bom senso, e Jah ilumine a escuridao na cabeça do homem da caneta!

                            LIBERDADE RAS GERALDINHO!

                            Comentario


                            • #29
                              Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                              Infelizmente o recurso foi negado!
                              sigpic
                              Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
                              Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
                              http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...aria-Mágica

                              Comentario


                              • #30
                                Re: Julgamento Ras Geraldinho - 17/01/2013

                                Sentença da justiça paulista mantém Ras Geraldinho na prisão.

                                28/1/2014

                                É com muita tristeza que recebemos mais essa lastimável decisão da justiça paulista proferida . Enquanto policiais do DENARC e a família Perrela continuam em liberdade, Ras Geraldinho o profeta da paz da Igreja Rastafari no Brasil está preso e perdeu mais uma sentença hoje, 28/1/2014, na justiça. Se por um lado a justiça fecha os olhos para traficantes poderosos que movimentam milhões nas “barbas” do Estado, como evidenciado nos casos recentes do deputado estadual Gustavo Perrela e o senador da república Zézé Perrela e também os policiais civis do DENARC, Ras Geraldinho permanece preso por cultivar uma planta em sua casa.

                                Ras foi preso em sua propriedade , localizada em Americana interior de São Paulo e foi condenado a 14 anos de prisão por trafico de drogas e formação de quadrilha além de ter seus bens confiscados através de uma aberração jurídica jamais vista nos tribunais do país. Preso e condenado por plantar maconha, Geraldinho exercia seu direito constitucional de liberdade e crença religiosa .Não pode ser considerado traficante um cidadão que se recusa a comprar no mercado negro uma erva sagrada que brota da terra . É legitimo e totalmente razoável uma pessoa cultivar uma planta em sua propriedade sem incomodar terceiros e principalmente não contribuindo para a sustentação dessa rede criminosa em que se transformou o tráfico de drogas no Brasil. Rede essa que conta com agentes públicos de segurança ligados ao estado e também representantes públicos nas casas legislativas brasileiras.

                                Essa aberração em forma de sentença apenas corrobora o caráter proibicionista e irracional da justiça brasileira que ao invés de investigar e punir os grandes e poderosos traficantes que lavam enormes quantidades de dinheiro prefere manter preso um líder religioso que defende legalização de uma planta.

                                Hoje o movimento antiproibicionista está de LUTO , mais com certeza estaremos permanentemente na LUTA, denunciado essa lei de drogas ultrapasada que transforma uma pessoa inocente em criminoso, e permite que os verdadeiros criminosos se aproveitem da proibição das drogas para o enrriquecimento ilícito e a manutenção de poder.

                                Nossa vitória não será por acidente!


                                TJ mantém pena a líder de ‘igreja da maconha’

                                Correio Popular

                                O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) manteve ontem a sentença que condenou a 14 anos, dois meses e 20 dias de prisão Geraldo Antonio Baptista, o Rás Geraldinho Rastafári, de 53 anos, líder da Primeira Igreja Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil, conhecida como “igreja da maconha”, em Americana.


                                A decisão deve ser publicada nesta semana e a defesa informou que irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo Alexandre Khuri Miguel, que representa Geraldinho, a decisão não foi surpresa. “Fizemos a sustentação oral, argumentamos, mas sabemos que essa câmara (do TJ) é conservadora. Agora, iremos apelar ao STJ”, informou o advogado. Geraldinho foi condenado por tráfico de drogas em 13 de maio de 2013, com pena ampliada por participação de menor, além de associação para o tráfico. Mesmo recorrendo, ele irá responder na prisão e deverá pagar 2.132 dias-multa, o que hoje equivaleria a R$ 51,1 mil.


                                A Justiça também manteve a decisão que apreendeu judicialmente o imóvel que é sede da igreja, em Americana. Como Geraldinho foi preso em agosto de 2012 e já cumpriu um ano e meio de pena, ele teria de ficar pelo menos mais quatro anos na cadeia. Geraldinho foi preso em flagrante em 15 de agosto de 2012 quando foram encontrados 37 pés de maconha em sua casa. Na ocasião, dois jovens de 18 anos foram presos e um adolescente, apreendido.


                                Geraldinho disse na ocasião que, no momento da abordagem, uma reunião religiosa era realizada no local. Em sua defesa, ele afirmou ainda que as plantas eram cultivadas para uso religioso, o que é permitido pela legislação brasileira, e que a maconha era consumida apenas em ocasiões de culto. Por isso, segundo Miguel, haverá duas apelações. “Vamos questionar a questão da liberdade religiosa no STF e a questão criminal, propriamente dita, no STJ”, disse o advogado.
                                sigpic
                                Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
                                Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
                                http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...aria-Mágica

                                Comentario

                                Trabajando...
                                X