Anuncio

Colapsar

Anúncios, tráfico, venda/troca de sementes, spammers, trolls e etc...

Galera,

Nessa semana eu apaguei as mensagens de um spammer querendo criar grupos de whatzapp.

Como o fórum está pouco movimentado, consequentemente os moderadores não necessitam de uma participação tão ativa. Portanto, casos assim talvez demorem uns dias para serem resolvidos.

Por favor, aqui é todo mundo grandinho o suficiente para não cair no conto do vigário de anúncios, tráfico, venda/troca de sementes, spammers, trolls e etc...


Atenciosamente,
Moderação CCBR
Ver más
Ver menos

Anvisa libera importação ampla de canabidiol

Colapsar
X
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    Anvisa libera importação ampla de canabidiol
    Agência voltou atrás da decisão de restringir compra a pacientes com epilepsia

    por Carol Knoploch
    15/10/2015 11:51 / Atualizado 15/10/2015 12:14


    Esperança. Óleo a base de canabidiol pode ser prescrito para pacientes desde que médio justifique a gravidade da condição do paciente e informe os tratamentos prévios que não controlaram a doença. - Fabio Seixo / Agência O Globo


    Pacientes de dores crônicas e de Parkinson poderão voltar a importar a substância, que, desde agosto, estava restrita a pedidos para o tratamento de epilepsias refratárias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mudou novamente o protocolo de importação do canabidiol e voltará a autorizar a compra excepcional para diversas patologias, não só para epilepsia.

    Desde 14 de agosto, após reunião com o Conselho Federal de Medicina ( CFM), a Anvisa passou a negar todos os pedidos não previstos na Resolução n º 2.113 do CFM, publicada em 16 de dezembro de 2014. O órgão médico regulamenta o uso compassivo ( tratamento ainda não totalmente avaliado, destinado a doentes que não têm outras opções) do canabidiol exclusivamente para epilepsias refratár ias aos tratamentos convencionais. A agência informou à época que só mudaria as regras se o CFM alterasse a resolução e, com isso, pacientes que sofrem de outras doenças, como Parkinson e dores crônicas, passaram a ter seus pedidos médicos negados.

    — Quando assumi a presidência, perguntei qual era o protocolo, e a área técnica me disse que era necessário seguir as normas do CFM. Há um debate em relação ao tema e, por isso, algumas dúvidas — comentou o presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, admitindo a nova liberação: — Analisando melhor a legislação em vigor, percebi que não há motivo para restringir a importação às epilepsias refratárias. Por isso, voltaremos a permitir a importação para outras doenças, em caráter excepcional, analisando caso a caso, com as justificativas do médico.CADASTRO MÉDICO PELO CFM

    A resolução 17 da Anvisa, publicada no Diário Oficial da União em 8 de maio de 2015, define os critérios e os procedimentos para a importação “de produto à base de canabidiol, por pessoa física, para uso próprio, mediante prescrição de profissional legalmente habilitado, para tratamento de saúde”. Segundo Barbosa, na última quinta- feira houve um painel de debates na Anvisa sobre o tema, no qual médicos discutiram o uso da substância para outras patologias.

    — Essas discussões são importantes porque o canabidiol não é um medicamento e ainda há poucas pesquisas sobre a sua eficiência — disse Barbosa, que acredita que é preciso que o médico justifique o pedido, incluindo avaliação da gravidade da condição do paciente, tratamentos prévios que não controlaram a doença e também a análise da relação entre o risco e o benefício no uso do produto solicitado.

    Pelo menos uma recomendação do CFM a Anvisa continuará a seguir: os médicos deverão ser previamente cadastrados em uma plataforma on- line, criada pelo CFM para este fim.

    — Voltou a ser o que era no início, mas a luta continua, porque queremos que haja uma produção nacional para baratear a compra e facilitar o acesso. Ainda é difícil importar devido à burocracia e também por causa da oscilação do dólar — declarou o médico Ricardo Ferreira, especialista em dor e que receita o canabidiol para alguns pacientes refratários aos tratamentos convencionais. — Já começamos a refazer os pedidos médicos que foram negados pela Anvisa.


    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/sa...#ixzz3ok3UVksd
    © 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

    Fonte:
    http://oglobo.globo.com/sociedade/sa...idiol-17782171
    sigpic
    Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
    Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
    http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...aria-Mágica

  • #2
    Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

    A notícia da liberação para outras doenças só não é melhor pq já deveria ter sido tomada.
    Fiquei com dúvidas se é o CBD ou o THC que resolve dores. Ou os dois. hehehehe

    Gosto Muito

    Comentario


    • #3
      Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

      BOMBA! Justiça brasileira legaliza maconha para uso medicinal

      Decisão de ontem da Justiça Federal do DF deu prazo de dez dias para a Agência de Vigilância Sanitária, que regula os medicamentos no país, retirar o THC da lista negra das substâncias proibidas. Isso já foi feito com o Canabidiol (CBD), em janeiro de 2015, por iniciativa da própria Anvisa. Mas o THC, princípio ativo responsável pelo barato da maconha, continua banido.
      A outra novidade é que, segundo a sentença, estão autorizadas a prescrição e a importação de Cannabis sativa L. “Agora, um médico pode prescrever a planta in natura“, diz Emílio Figueiredo, consultor jurídico do Growroom, associação que defende o cultivo para uso pessoal.
      A decisão é uma tutela antecipada: ou seja, o juiz ainda não proferiu sua decisão final sobre todos os pontos da ação. Mas antecipou a decisão sobre pontos que considera urgentes. Que são:
      • Reclassificar o THC. “Transferir, em dez dias, o THC da lista F2 do anexo da lei de drogas, que contém as substâncias psicoativas banidas, para uma lista de substâncias sujeitas à notificação de receita” – ou seja, ele passa a ser autorizado mediante prescrição médica.
      • Mudar, em dez dias, a portaria 344/98 para “permitir, por ora, a importação, exclusivamente para fins medicinais, de medicamentos e produtos que possuam como princípios ativos os componentes THC (TETRAHIDROCANNABINOL) e CDB (CANNABIDIOL), mediante apresentação de prescrição médica e assinatura de termo de esclarecimento e responsabilidade pelo paciente”.
      • Permitir a pesquisa e a prescrição “da Cannabis sativa L. e de quaisquer outras espécies ou variedades de cannabis, bem como dos produtos obtidos a partir destas plantas, desde que haja prévia notificação à ANVISA e ao Ministério da Saúde”.
      A ação do MPF também pediu a autorização de importação de sementes e do cultivo pessoal para uso medicinal. Essas demandas estão entre as que ainda não foram julgadas pelo juiz Marcelo Rebello, da 16a Vara de Justiça Federal do DF.
      Consultada, a Anvisa disse por meio de sua assessoria de imprensa que ainda não sabe se vai recorrer. “Não sabemos ainda. A Diretoria vai avaliar os efeitos da decisão e possíveis ações da Anvisa. Não temos uma resposta, até porque na verdade ainda não fomos sequer notificados, embora tenhamos acesso à decisão na internet.”
      Em janeiro, quando a Anvisa reclassificou o CBD, o então presidente da Anvisa Jaime Oliveira disse a este blog que “Sem dúvida nenhuma, a situação do THC tem que ser explorada e analisada“.
      Leia a decisão na íntegra. Decisão liminar ACP cannabis.


      fonte:http://super.abril.com.br/blogs/psic...desabril_super







      PLANTO_PRO_MEU_CONSUMO!!
      NÃO_VENDO!!
      NÃO_AO_TRAFICO!!

      Comentario


      • #4
        Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

        É o pessoal ta se movimentando....

        Pelo que eu soube parece que abriu uma jurisprudência ai, coisa nova....

        A Revivid CBD Hemp Brasil através da sua fundadora Keyla Santos, já atende há um bom tempo pacientes no Brasil.

        E agora pegaram a brecha na lei, acho que 10 mães entraram na justiça junto e chablau.

        O governo vai pagar 900 mil para a revivid fornecer medicina para 10 pacientes.

        Mas é isso ai que o governo quer, comprar de mega laboratórios, monopólio e blá blá blá.

        Mas uma hora nao vai dar mais pra ficar comprando de fora.....
        sigpic
        Consumir o que você mesmo planta é algo tão básico, tão fundamental, que é absurdo pensar que o sujeito pode ser proibido disso!
        Choupana Orgânica * Chapelaria Mágica * Jardim Etnobotânico
        http://www.cannabiscafe.net/foros/sh...aria-Mágica

        Comentario


        • #5
          Re: Anvisa libera importação ampla de canabidiol

          boa!!! agora só falta liberar para fazer o remedio em casa!!!

          Comentario

          Trabajando...
          X